8º Concurso Internacional Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja – Portugal ganhou sozinho todos os prémios da categoria Frutado Verde Ligeiro

8º Concurso Internacional Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja – Portugal ganhou sozinho todos os prémios da categoria Frutado Verde Ligeiro

No 8º Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja, Portugal arrecadou, sozinho, os três primeiros prémios e as três menções honrosas na categoria de Frutado Verde Ligeiro. Com quatro categorias em escrutínio, esta foi a única com todos os prémios para um único país revelando uma tendência da qualidade dos azeites nacionais. Os resultados, conhecidos hoje à hora do almoço, dão conta de 9 prémios para Portugal e 11 para Espanha. A concurso estiveram azeites de 13 nacionalidades.

O Júri do Concurso, constituído por cerca de 40 peritos de 12 países, esteve reunido durante todo o dia de ontem e hoje até à hora do almoço para apreciação das 150 amostras concorrentes. A concurso estiveram azeites das categorias Frutado Maduro, Frutado Verde Ligeiro, Frutado Verde Médio e Frutado Verde Intenso. Espanha ganhou os três primeiros prémios na categoria de Frutado Maduro, enquanto que Portugal obteve duas menções honrosas. Nas categorias de Frutado Verde Médio e Frutado Verde Intenso os prémios dividem-se entre Espanha, Portugal, Itália e França.

Entre o rigor das normas observadas pelo único concurso português de âmbito internacional, destaca-se a autenticação das amostras por uma entidade idónea independente, o uso de recipiente de vidro escuro, sem rótulo e com sistema de abertura inviolável, o uso de um código de identificação anónimo, sendo os azeites ainda acompanhados de uma análise química e de uma análise organoléptica emitida por um painel de provadores reconhecido pelo Conselho Oleícola Internacional (COI).

O 8º Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja, com o patrocínio exclusivo do Crédito Agrícola, é, juntamente com o Mario Solinas, do COI, exemplo internacional dos critérios de autenticidade no ranking “World’s Best Olive Oils”. Com base neste reconhecimento, os três primeiros classificados, bem como as três menções honrosas em cada categoria a escrutínio na edição deste ano do Prémio CA Ovibeja beneficiam de 10 pontos extra, comparativamente aos premiados nos restantes concursos internacionais realizados em todo o mundo.

O Concurso Prémio CA Ovibeja é organizado pela ACOS, em colaboração com a Casa do Azeite e conta com o Patrocínio exclusivo do Crédito Agrícola.

 

 

Comente este artigo
Anterior Três anos depois, o Alvarinho está bem e recomenda-se
Próximo Continente compra 11% de produtos alimentares madeirenses

About author

Artigos relacionados

Sugeridas

Associação de proprietários e beneficiários do Alqueva

A APBA – Associação de Proprietários e Beneficiários do Alqueva, é formalmente apresentada no próximo dia 11 de outubro, pelas 18 horas, no auditório da EDIA, em Beja.
A APBA, surge na sequência da série de sessões abertas que a EDIA promoveu há 1 ano atrás para a apresentação do Modelo Participativo dos Perímetros de Rega de Alqueva aos proprietários e agricultores dos seus perímetros de rega. […]

Candidaturas e pagamentos

Agricultura: Governo apoia rebanhos para prevenir fogos

[Fonte: Reconquista]
No distrito de Castelo Branco há cerca de 60 freguesias elegíveis a estes apoios.
O Ministério da Agricultura vai disponibilizar cinco milhões de euros para projetos de gestão de combustível florestal com recurso à pastorícia, para prevenir a propagação de incêndios. […]

Comunicados

CDS questiona ministros da Agricultura e do Ambiente sobre medidas para mitigar efeitos da seca

As deputadas Patrícia Fonseca e Ilda Araújo Novo, do CDS-PP, questionaram os ministros da Agricultura, Floresta e Desenvolvimento Rural e do Ambiente sobre quais as medidas que estão a ser tomadas para mitigar os efeitos da seca.
Ao Ministro da Agricultura, Floresta e Desenvolvimento Rural (MAFDR), […]