Governo quer terminar o ano com 100% dos fundos comunitários comprometidos

Governo quer terminar o ano com 100% dos fundos comunitários comprometidos

[Fonte: ECO]

O Governo pretende ter 100% dos fundos do atual quadro comunitário comprometidos até ao final do ano, afirmou esta quinta-feira, em Coimbra, a secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Maria do Céu Albuquerque.

“Neste momento, o [quadro comunitário] Portugal 2020 tem uma taxa de execução à volta dos 30% dos fundos e tem um compromisso de 70% dos fundos. Queremos antecipar os compromissos destes fundos num ano e chegar ao final de 2019 com 100% dos fundos comprometidos”, afirmou a secretária de Estado, que falava aos jornalistas durante um pequeno-almoço com a comunicação social, no hotel Tivoli, em Coimbra.

Segundo Maria do Céu Albuquerque, este objetivo justifica-se com o facto de o Governo sentir “a procura [pelos fundos]” e de que pode ir “mais longe”. “Queremos criar condições para que isso aconteça”, vincou, salientando que, à imagem de 2018 — em que se registou um aumento de 57% na taxa de execução de fundos face a 2017 — também este ano o Governo pretende garantir que esse esforço continua.

Sobre o investimento no interior do país, a secretária de Estado salientou que, dos cinco mil milhões de euros adicionais previstos na reprogramação do Portugal 2020 para o investimento empresarial, cerca de 35% (1,7 mil milhões de euros) serão destinados a territórios de baixa densidade.

Maria do Céu Albuquerque referiu que o investimento empresarial nos territórios de baixa densidade do país apoiado pelo quadro comunitário cifrava-se em 22% em 2016, tendo aumentado para os 27% em 2018.

A expectativa, frisou, é que até ao final do Portugal 2020 seja possível assegurar que o investimento empresarial nos territórios de baixa densidade apoiado pelo quadro comunitário represente 30% do total do investimento empresarial.

“Isto ajuda-nos a manter uma perspetiva positiva e autoestima de quem está no interior do país” e que pretende ter “condições para querer continuar a fazer este tipo de investimento”, sublinhou.

Comente este artigo

O artigo Governo quer terminar o ano com 100% dos fundos comunitários comprometidos foi publicado originalmente em ECO

Anterior Lactarius deliciosus e Lactarius chrysorrheus: as diferenças e a contribuição desta espécie comestível para o desenvolvimento socioeconómico do interior
Próximo Pedidos de Estatuto da Agricultura Familiar a partir de sexta-feira – diploma

Artigos relacionados

Nacional

A agricultura que resiste na Europa longínqua

[Fonte: Público]
Fazer mel na Letónia, lutar contra a erosão na Alemanha ou apostar na cultura das romãs na Grécia pouco conta nas contas gigantes do Plano Juncker. Mas, nesses lugares remotos, esses apoios fazem a diferença. A agricultura ainda é a receita que mantém viva a Europa longínqua. […]

Internacional

El lío institucional de la UE, el dinero de la PAC, el marco financiero 2021-27 y el Brexit

[Fonte: Agropopular – UE]

En este año 2019 cambian el Parlamento y la Comisión, dos de las tres Instituciones de la Unión Europea más importantes. Y en la tercera, que es el Consejo de Ministros, también hay problemas por la debilidad de algunos de los Gobiernos, […]

Eventos

Gestão de Informação na Exploração Pecuária – 22 de Janeiro 2018 – Alcobaça

A Associação dos Agricultores da Região de Alcobaça (AARA) divulga o Workshop que a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) em colaboração da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) está a promover sobre “Gestão de Informação da Atividade Pecuária” ,que se irá realizar em Alcobaça no dia 22 de janeiro pelas 15horas no Auditório da Biblioteca Municipal​ de Alcobaça.​
Este WorKshop é destinado aos activos do sector pecuário e às suas organizações, […]