Área Demarcada para a Xylella fastidiosa foi redefinida após novas deteções

Área Demarcada para a Xylella fastidiosa foi redefinida após novas deteções

Na sequência da primeira deteção da presença da bactéria Xylella fastidiosa subsp. multiplex (janeiro 2019) numa sebe ornamental de Lavandula dentata, em Vila Nova de Gaia, e da subsequente prospeção intensiva, a decorrer na área circundante, para determinação da extensão do foco, foram detetados, no mesmo local, outros três canteiros de Lavandula dentata contaminados, bem como, dois canteiros de Lavandula angustifólia, todos eles constituídos a partir de plantas de duas sebes originais plantadas lado a lado.
Ainda, a cerca de 1 km do foco inicial, em resultado dos trabalhos de prospeção, foram detetadas plantas infetadas de três espécies de ornamentais – Rosmarinus officinalisArtemisia arborescens e Coprosma repens – localizadas num viveiro não comercial. Prosseguem os trabalhos de prospeção na área, incluindo em todos os espaços públicos do Concelho de Vila Nova de Gaia.

Face a estas deteções a Direção Geral de Alimentação e Veterinária foi redefiniu a “Área Demarcada” que compreende as duas “Zonas infetadas”, incluindo todas as plantas hospedeiras da subespécie da bactéria que se encontram num raio de 100m em redor das plantas contaminadas, e uma zona “Tampão” circundante de 5km de raio.

Para mais informações consultar o Ofício Circular n.º 7/2019  emitido pela DGAV.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior “A natureza é mais esperta que nós”
Próximo Quinta do Pôpa estreia-se na produção de vinho do Porto

Artigos relacionados

Nacional

Portugal 2020: A promoção de uma cultura de inovação aberta e colaborativa

O Programa Interface, inserido na esfera do Portugal 2020, pretende promover esta ligação entre as instituições do ensino superior e o tecido empresarial português. […]

Últimas

Eucalipto ganha terreno ao pinheiro-bravo e ao sobreiro

O eucaliptal já ocupa mais de um quarto da floresta nacional. Pinheiro-bravo perdeu 10,5% da área em dez anos. São dados do Inventário Florestal Nacional de 2015, […]

Últimas

Autarca diz que está a ser preparado plano de intervenção no Sorraia

O presidente da Câmara de Benavente disse esta sexta-feira que foi criado um grupo de trabalho que está a preparar um plano de intervenção global no rio Sorraia, […]