Programa Apícola Nacional 2020-2022

Programa Apícola Nacional 2020-2022

 

 

Nota informativa 

Declaração anual de existências a considerar nas candidaturas ao Programa Apícola Nacional no ano apícola de 2020

Medidas 

MEDIDA 1 – Serviços de assistência técnica aos apicultores e organização de apicultores
AÇÃO 1.1 ASSISTÊNCIA TÉCNICA AOS APICULTORES
MEDIDA 2 – Luta contra os agressores e as doenças das colmeias em particular a varroose
AÇÃO 2.1 LUTA CONTRA OS AGRESSORES E AS DOENÇAS DAS COLMEIAS EM PARTICULAR A VARROOSE
AÇÃO 2.2 COMBATE À VESPA VELUTINA (VESPA ASIÁTICA)
MEDIDA 3 – RACIONALIZAÇÃO DA TRANSUMÂNCIA
AÇÃO 3.1 APOIO À TRANSUMÂNCIA
MEDIDA 4 – Repovoamento do efetivo apícola
AÇÃO 4.1 APOIO À AQUISIÇÃO DE RAINHAS AUTÓCTONES SELECIONADAS
MEDIDA 5 – Colaboração com organismos especializados na execução de programas de investigação aplicada no domínio da apicultura e dos produtos da apicultura
AÇÃO 5.1 APOIO A PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO APLICADA
MEDIDA 6 – Acompanhamento do mercado
AÇÃO 6.1 AÇÃO DE MELHORIA DA COMERCIALIZAÇÃO E DIVULGAÇÃO
MEDIDA 7 – Melhoria da qualidade dos produtos com vista a valorizá-los no mercado
AÇÃO 7.1 MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE PROCESSAMENTO DO MEL
AÇÃO 7.2 ANÁLISES DE QUALIDADE DO MEL OU OUTROS PRODUTOS DA COLMEIA

Candidaturas

Modelos e Formulários

Orientações Técnicas Específicas (OTE) (ver documento OTE)

Elementos de suporte

Legislação

Nacional

  • Portaria n.º 387-A/2019, de 25 de outubro – Procede à primeira alteração à Portaria n.º 325-A/2019, de 20 de setembro, que estabelece as regras nacionais complementares de aplicação do Programa Apícola Nacional relativo ao triénio 2020-2022 
  • Portaria n.º 325-A/2019, de 20 de setembro – Estabelece as regras nacionais complementares de aplicação do Programa Apícola Nacional (PAN) relativo ao triénio 2020-2022, aprovado pela Decisão de Execução (UE) 2019/974, da Comissão, de 12 de junho, nos termos do Regulamento (UE) n.º 1308/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, do Regulamento Delegado (UE) 2015/1366, da Comissão, de 11 de maio, e do Regulamento de Execução (UE) 2015/1368, da Comissão, de 6 de agosto
  • Portaria n.º 298/2019, de 9 de setembro – Estabelece as regras nacionais complementares de reconhecimento de organizações de produtores e respetivas associações
  • Portaria n.º 286-A/2016 de 9 de novembro – Estabelece as regras nacionais complementares de aplicação do Programa Apícola Nacional (PAN) relativo ao triénio 2017-2019
  • Declaração de Retificação n.º 21/2018 de 6 de julho –  Retifica a Portaria n.º 174/2018, de 18 de junho da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural que procede à segunda alteração da Portaria n.º 286-A/2016, de 9 de novembro, alterada pela Portaria n.º 152/2017, de 3 de maio, que estabelece as regras nacionais complementares de aplicação do Programa Apícola Nacional (PAN) relativo ao triénio 2017-2019, publicada no Diário da República, 1.ª série, n.º 115, de 18 de junho de 2018
  • Portaria n.º 174/2018 de 18 de junho – Segunda alteração da Portaria n.º 286-A/2016, de 9 de novembro, alterada pela Portaria n.º 152/2017, de 3 de maio, que estabelece as regras nacionais complementares de aplicação do Programa Apícola Nacional (PAN) relativo ao triénio 2017-2019
  • Portaria n.º 152/2017 de 3 de maio – Primeira alteração da Portaria n.º 286-A/2016, de 9 de novembro, que estabelece as regras nacionais complementares de aplicação do Programa Apícola Nacional relativo ao triénio 2017-2019
  • Portaria n.º 699/2008 de 29 de julho – Regulamenta derrogações previstas no Reg. (CE) n.º 852/2004
  • Decreto-Lei n.º 1/2007 de 2 de janeiro – Estabelece as condições de funcionamento dos locais de extração e processamento de mel e outros produtos da apicultura destinados ao consumo humano, complementares aos Regs (CE) n.º 852/2004 e 853/2004, ambos do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de abril, instituindo o respetivo regime e condições de registo e aprovação
  • Decreto-Lei n.º 203/2005 de 25 de novembro – Estabelece o regime jurídico da atividade apícola e as normas sanitárias para defesa contra as doenças das abelhas
  • Decreto-Lei n.º 214/2003 de 18 de setembro – Transpõe para a ordem jurídica nacional a Diretiva n.º 2001/110/CE, do Conselho, de 20 de dezembro, relativa ao mel Definição das características do mel e regras de acondicionamento e rotulagem 

Comunitária

  • Decisão de execução (UE) 2019/974 da Comissão de 12 de junho – Aprova os programas nacionais de melhoria da produção e da comercialização de produtos da apicultura, apresentados pelos Estados-Membros nos termos do Regulamento (UE) nº 1308/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho
  • Regulamento de Execução (UE) 2015/1368 da Comissão de 6 de agosto – Estabelece as regras de execução do Regulamento (UE) n.º1308/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho no que se refere às ajudas no setor da apicultura
  • Regulamento Delegado (UE) 2015/1366 da Comissão de 11 de maio – Completa o Regulamento (UE) n.º1308/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho no que se refere às ajudas no setor da apicultura
  • Reg. (UE) nº 1308/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro – Estabelece uma organização comum dos mercados dos produtos agrícolas e revoga os Reg. (CEE) n.º 922/72, (CEE) n.º 234/79, (CE) n. º 103797/2001, (CE) n.º 1234/2007 do Conselho
  • Reg. (CE) n.º 854/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho de 29 de abril – Estabelece regras específicas de organização dos controlos oficiais de produtos de origem animal destinados ao consumo humano
  • Reg. (CE) n.º 853/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho de 29 de abril – Estabelece regras específicas de higiene aplicáveis aos géneros alimentícios de origem animal
  • Reg. (CE) n.º 852/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho de 29 de abril – Estabelece as regras gerais destinadas aos operadores das empresas do sector alimentar no que se refere à higiene dos géneros alimentícios
  • Diretiva 2014/63/UE do Parlamento Europeu e do Conselho de 15 de maio – Altera a Diretiva 2001/110/CE
  • Diretiva 2001/110/CE do Conselho de 20 de dezembro – Diretiva Relativa ao mel

Links úteis

ver arquivo 

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em GPP.

Anterior Agência do Ambiente diz que Espanha cumpriu caudais acordados para o rio Tejo
Próximo “Para se fazerem grandes coisas temos de começar pelas mais simples”

Artigos relacionados

Nacional

Normas de comercialização no sector das frutas e hortícolas frescos alteradas

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que a União Europeia alterou as normas de comercialização no sector das frutas e produtos hortícolas frescos. […]

Últimas

Incêndios. Peniche recebe simulacro com tecnologia aérea não tripulada

A indústria aeronáutica portuguesa juntou-se “para demonstrar que Portugal tem capacidade instalada e de resposta imediata aos desafios de […]

Últimas

Princípios da proteção contra o pedrado da macieira e da pereira

A luta química contra o pedrado das pomóideas tem três objetivos principais: […]