​Agravamento do risco de incêndio. Queimadas proibidas até 30 de maio

​Agravamento do risco de incêndio. Queimadas proibidas até 30 de maio

O governo decidiu aumentar o grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, entre outras medidas.

O Governo declarou a situação de alerta até quinta-feira, 30 de maio, devido ao “significativo agravamento do risco de incêndio florestal no território do Continente”.

A informação foi avançada esta sexta-feira através de um comunicado dos Ministério da Administração Interna e do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

Os distritos de Beja, Castelo Branco, Évora, Faro, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal passam para estado de alerta especial amarelo do dispositivo especial de combate a incêndios rurais, refere a nota.

A proibição da realização de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração é uma das medidas de caráter excecional no âmbito da situação de alerta.

O governo decidiu aumentar o grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas.

Os trabalhadores dos setores público e privado que também desempenhem as funções de bombeiro voluntário vão ser dispensados do trabalho.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Cotações – Suínos – Informação Semanal – 13 a 19 Maio 2019
Próximo Armadilha para a vespa-asiática funciona como um cavalo de Tróia

Artigos relacionados

Nacional

Depois do Angus e da uva, dona do Pingo Doce aposta na laranja e borrego biológico

Este ano o retalhista alimentar conta investir entre 15 a 20 milhões de euros no agroalimentar. […]

Nacional

Equador é o país parceiro da Fruit Logistica

O Equador é o país parceiro oficial da
Fruit Logistica 2020, que terá lugar em Berlim entre 5 e 7 de fevereiro.  […]

Sugeridas

Resolução do Conselho de Ministros: Aprova o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050

O Acordo de Paris alcançado em 2015 estabeleceu objetivos de longo prazo de contenção do aumento da temperatura média global a um máximo de 2 ºC acima dos níveis pré-industriais […]