Grupos Lusiaves e Crédito agrícola criam programa de apoio a produtores de milho

Grupos Lusiaves e Crédito agrícola criam programa de apoio a produtores de milho

O Grupo Lusiaves e o Grupo Crédito Agrícola formalizaram, hoje, dia 9 de agosto, um acordo de parceria destinado a apoiar os produtores de milho nacionais.

O protocolo CA & Lusiaves estabelece um conjunto de vantagens para os produtores de milho associados ao grupo líder nacional do sector avícola. Entre essas vantagens, destacam-se a garantia de escoamento da produção a preços fixos, o apoio técnico especializado e ainda o apoio financeiro ao investimento em condições bastante competitivas. Para além disso, os referidos produtores poderão beneficiar das condições preferenciais que o Grupo Lusiaves dispõe na aquisição de todos os equipamentos necessários.

Os proprietários de terrenos com produção de milho que estejam interessados em saber mais informações e aderir ao protocolo CA & Lusiaves devem dirigir-se a uma Agência Crédito Agrícola, contactar o 808 20 60 60 ou enviar um email para info@lusiterra.pt.

O Grupo Lusiaves tem sob a sua gestão mais de 2000 hectares de terrenos para a produção de milho e possui um secador próprio, sendo responsável pela produção de cerca de 450.000 toneladas de rações por ano.

Este acordo de parceria, assinado pelos presidentes das duas entidades, vai ao encontro dos objetivos do grupo líder do setor avícola, que tem apostado fortemente nos empreendedores nacionais, convidando-os a entrar no mercado avícola e a integrar a família Lusiaves, e reforça a posição do Crédito Agrícola como o banco mais próximo dos produtores agrícolas nacionais.

Sobre o Grupo Lusiaves

O Grupo Lusiaves assegura todo o processo produtivo, operando em todas as etapas da sua cadeia de valor e integrando a totalidade da fileira, nomeadamente: a produção de milho; a produção de alimentos compostos para animais; a produção de ovos para incubação; a incubação de ovos e produção de pintos; a produção avícola de frango, frango do campo e perus; o abate de aves; a transformação de produtos alimentares; o armazenamento e comercialização; a saúde e nutrição animal; e a valorização de subprodutos. Fundado em 1986 na Marinha da Ondas, na Figueira da Foz, o Grupo Lusiaves exporta para mais de 20 países, integra mais de 20 empresas, tendo 41 unidades distribuídas por 24 concelhos e emprega mais de 3200 colaboradores diretamente e mais de 2000 indiretamente. A inovação tecnológica na área de incubação coloca a empresa entre uma das 5 melhores empresas do setor a nível europeu.

 

Comente este artigo
Anterior Politique de l'eau De nouveaux axes d'actions pour une meilleure gestion de la ressource en eau
Próximo Reacendimento "complexo" em Tábua mobiliza mais de 400 bombeiros e 7 meios aéreos

Artigos relacionados

Nacional

Zona demarcada do insecto vector da psila dos citrinos tem mapa actualizado

[Fonte: Agricultura e Mar]

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária voltou a actualizar o mapa bem como a lista de freguesias que integram total ou parcialmente a zona demarcada respeitante a Trioza erytreae, […]

Comunicados

PDR2020: Operação 20.1.1 – Assistência Técnica

Esta Operação tem como objetivo de: Apoiar as atividades e ações relacionadas com o desenvolvimento do PDR2020;
Apoiar as atividades relativas ao encerramento do PRODER. […]

Últimas

Lisboa entre as cidades que recebem protestos contra óleo de palma

[Fonte: Rádio Renascença]

Manifestantes ambientalistas vão concentrar-se junto das representações da Comissão Europeia em várias capitais europeias, incluindo Lisboa, para protestar contra o óleo de palma nos biocombustíveis, denunciando os efeitos de desflorestação e impactos em animais como o orangotango.
A destruição das florestas leva ao fim do habitat natural dos orangotangos mas também de outros animais, […]