Governo clarifica limite das despesas elegíveis no âmbito do programa de regadios

Governo clarifica limite das despesas elegíveis no âmbito do programa de regadios

O Governo clarificou hoje o limite de despesas elegíveis no âmbito do regime do Programa Nacional de Regadios, nas quais se inclui a elaboração ou revisão de estudos até 5% da despesa elegível total da operação.

“Tendo surgido dúvidas interpretativas no decurso da aplicação […] do regime, designadamente no que respeita ao limite das despesas elegíveis, importa proceder à sua clarificação por forma a assegurar uma maior clareza e segurança jurídica na sua aplicação”, lê-se num diploma publicado hoje em Diário da República.

Assim, o Governo precisou que das despesas elegíveis fazem parte a “elaboração ou revisão de estudos e projetos e de ações de consultoria, designadamente jurídica, económica, arqueológica e ambiental, desde 01 de janeiro de 2014, até ao limite de 5% da despesa elegível total da operação”.

Por outro lado, nesta rubrica incluem-se igualmente o acompanhamento, a assistência técnica e a fiscalização das obras, também até ao limite de 5% da despesa elegível total.

Esta portaria, assinada pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, e pelo ministro da Agricultura, Capoulas Santos, entra em vigor na quarta-feira.

O Programa Nacional de Regadios tem por objetivo mitigar os efeitos das alterações climáticas sobre a agricultura, “dotando o país de mais reservas de água e de melhores e mais eficientes sistemas de aproveitamento”.

Este plano prevê ainda aumentar a produtividade e a competitividade da agricultura nacional, “contribuindo para o aumento das exportações e para a substituição de importações por produção nacional”.

A primeira fase do PNRegadios deverá estar concluída até 2023 com a criação de 100 mil novos hectares de regadio, a que corresponde um investimento público de 560 milhões de euros e a criação de 10 mil novos postos de trabalho permanentes.

Continue a ler este artigo no SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Agrogarante abre agência em Beja
Próximo Governo cria linha de crédito para agricultores lesados pelo granizo em Bragança

Artigos relacionados

Nacional

Regime de apoio de aconselhamento agrícola passa a apoiar 100% das despesas elegíveis

O Governo procedeu à quarta alteração do regime de aplicação de operações de apoio ao fornecimento de serviços de aconselhamento agrícola, […]

Notícias florestas

Comissão Europeia propõe novas regras para travar desflorestação provocada pela UE

A Comissão Europeia propôs hoje novas regras para travar a desflorestação provocada pela União Europeia, no quadro de um pacote de iniciativas para o […]

Eventos

FSC Portugal promove Jornadas Técnicas sobre Produtos Florestais Não Lenhosos – 17 de março – Grândola

A FSC Portugal promove Jornadas Técnicas sobre Produtos Florestais Não Lenhosos no dia 17 de Março de 2020 no Grândolacoop – Coop. Agrícola de […]