Floresta: “Vamos propor uma lei que permita intervir, independentemente de quem for o proprietário”

Floresta: “Vamos propor uma lei que permita intervir, independentemente de quem for o proprietário”

A população rural, que nos anos 60 do século XX representava 60% do total, reduziu-se para 5% na actualidade.

A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), criada na sequência dos grandes incêndios de 2017 com o objectivo de fazer a coordenação estratégica dO sistema de defesa contra os fogos, está a preparar uma lei que permita gerir os espaços rurais em larga escala, independentemente de quem é o proprietário do terreno, que pode vir a ver os seus direitos comprimidos em nome de um interesse público mais importante.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Público.

Anterior Eucaliptos vão dar lugar a zimbros, azinheiras e sobreiros em Vimioso
Próximo Governo recua na taxa sobre madeireiros e celuloses

Artigos relacionados

Cotações PT

Cotações – Azeite – Informação Semanal – 11 a 17 Março 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Em Itália, 50.000 ha de olival foram completamente destruídos pela Xylella Fastidiosa. […]

Sugeridas

População de javalis continua a aumentar

[Fonte: Tribuna Alentejo] São informações do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) os que revelam que a população de javalis em Portugal é cada vez maior, […]

Nacional

Paulo Alves quer «novas oportunidades de negócio e novos públicos» para Monchique

Paulo Alves, no terceiro lugar a contar da esquerda, na conferência “Novos Desafios para a Coesão Territorial”

Paulo Alves, candidato do PS à […]