Bolsonaro acusa as ONG de “incendiarem” a floresta

Bolsonaro acusa as ONG de “incendiarem” a floresta

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, acusou organizações não-governamentais de incendiarem a Amazónia como retaliacação ao facto do seu governo ter cortado financiamentos. Sem apresentar qualquer tipo de prova, segundo a Reuters, o chefe de estado brasileiro disse que “tudo indica” que as ONG estão a “incendiar” a floresta.

Já quando confrontado sobre se tinha provas para as acusações, Bolsonaro respondeu que não tinha “nenhum plano escrito”, defendendo que “não é assim que é feito”. Num direto na rede social Facebook, defendeu que as pessoas relacionadas com as ONG estão “a perder dinheiro” com o corte decretado pela sua presidência. 

O número de incêndios no Brasil cresceu 70% este ano, em comparação com período homólogo de 2018, tendo o país registado 66,9 mil focos até ao passado domingo. De acordo com a imprensa brasileira, que cita dados do “Programa de Queimadas” do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o bioma (conjunto de ecossistemas) mais afetado é o da Amazónia, com 51,9% dos casos, seguindo-se o cerrado – ecossistema que cobre um quarto do território do Brasil – com 30,7% dos focos registados no ano. Nestas declarações, Bolsonaro disse ainda estar a trabalhar para controlar os incêndios florestais no “coração verde” brasileiro.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta. Tem cerca de cinco milhões e meio de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (território pertencente à França).

O artigo foi publicado originalmente em Correio da Manhã.

Comente este artigo
Anterior Contingente de 78 militares vai reforçar vigilância aos fogos florestais
Próximo CDS questiona Governo sobre Plano de Contingência para controlo da Xylella fastidiosa

Artigos relacionados

Últimas

Jornal Prodouro – julho 2020

Jornal Prodouro – julho 2020 […]

Últimas

Hidro Ibérica e Agromillora reforçam parceria com aposta no olival e amendoal

A Hidro Ibérica — Estudo e Montagem de Regas e a espanhola Agromillora, depois de 4 anos de trabalho conjunto, deram um passo conjunto, […]

Últimas

Exportação de pés de porco para a China pode valer 10 milhões de euros por ano

O Governo português assinou uma nova versão do protocolo que define os termos e condições para exportação de carne de suíno congelada de Portugal para a República Popular da China. […]