XXII Reunião Bienal da Real Sociedad Española de História Natural: Os mapas da Natureza – 6 de Setembro de 2017 – Coimbra

XXII Reunião Bienal da Real Sociedad Española de História Natural: Os mapas da Natureza – 6 de Setembro de 2017 – Coimbra

“Os mapas da Natureza” é o tema principal da XXII Reunião Bienal da Real Sociedad Española de Historia Natural (RSEHN), que tem início amanhã, 6 de setembro, em Coimbra.

  • Por que é que nos fascinam tanto espécies como o lobo ou o lince? Que sabemos sobre a sua presença e perigo de extinção, em lugares determinados como Aragão ou a Serra de Guadarrama?
  • Que papel terá assumido a geografia da Península Ibérica nas migrações e no entrecruzamento dos seus habitantes?
  • Poderemos saber se outros planetas albergam vida através da descrição da sua geologia?

Estas e outras questões vão ser debatidas, até ao próximo sábado, no auditório do edifício central da Faculdade de Ciências Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

A iniciativa, organizada em colaboração com os departamentos de Ciências da Terra e Ciências da Vida e o Museu da Ciência da UC, conta com a participação de especialistas internacionais e destacadas instituições espanholas e portuguesas.

Segundo a organização da XXII Reunião Bienal da RSEHN, os laços de Portugal com o Brasil e os países lusófonos africanos «também servem de base para um programa que inclui outras temáticas atuais, como a evolução da Amazónia, a atividade vulcânica dos Açores ou os riscos de cancro em Cabo Verde, por causa de determinados sedimentos metálicos. Existirão intervenções sobre uma grande diversidade de assuntos, como as famosas jazidas de saurópodes de Cameros (Rioja), os recursos hídricos peninsulares, o impacto das alterações climáticas em Lanzarote, ou a história dos incêndios florestais nas serras do Sistema Central. Inclusivamente, sobre o surpreendente comportamento socio-sexual das aranhas».

Outros títulos de sessões e trabalhos referem-se a assuntos como a prova de águas às cegas ou os novos modos de turismo, como no exemplo da intervenção intitulada “Geoturismo e enoturismo no Alto Douro Vinhateiro: uma proposta de interligação de dois conceitos de Turismo num mesmo espaço físico”.

A RSEHN é a sociedade científica espanhola mais antiga (foi constituída em 1871). Abarca todos os âmbitos das ciências naturais (botânica, zoologia, geologia, paleontologia, história natural, didática, etc.).

→Consulte aqui Programa← 

Comente este artigo
Anterior PAC post-2020 La perspective d’un refinancement national des aides directes inquiète
Próximo Semoir Troisième génération de disques semeurs chez Sulky

Artigos relacionados

Eventos

Fórum Agrogarante “Conversas de Agricultura” – 28 março – Braga

Fórum Agrogarante
Conversas de Agricultura em Braga – 28 de março
A Agrogarante – Sociedade de Garantia Mútua, S.A. organiza o Fórum “CONVERSAS DE AGRICULTURA” no próximo dia 28 de março em Braga, no Altice Forum Braga, pelas 14h45m.
Inovação e Competitividade será o tema principal levado a debate. […]

Eventos

Sessão pública: Paisagem, Património e Agricultura – 13 de junho – Beja

O Alentejo assiste a um dos mais extraordinários programas de investimento público e privado jamais realizado em Portugal na área da agricultura, decorrente, sobretudo, da construção da Barragem de Alqueva […]

Eventos

Vinhos do Alentejo em Lisboa – 5 e 6 de abril – CCB

[Fonte: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana]

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), vai realizar mais uma vez o evento “Vinhos do Alentejo em Lisboa” no CCB – Centro Cultural de Belém, nos próximos dias 5 e 6 de Abril.

Ao longo dos anos, o evento “Vinhos do Alentejo em Lisboa” […]