Maiores incêndios do verão devastaram a região Centro

Os seis maiores incêndios registados este ano foram responsáveis por quase metade da área ardida em território nacional, segundo os dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Entre estes, encontram-se aqueles que assolaram a Sertã, Pedrógão Grande e Góis, todos na região Centro.

De acordo com o relatório provisório do ICNF relativo ao período entre 1 de janeiro e 31 de agosto, os seis maiores incêndios foram responsáveis por 100.276 hectares de área ardida, quase metade (46,8%) do total, que ultrapassou os 213 mil hectares, o maior valor da última década.

Até 31 de agosto, o maior incêndio registado em Portugal foi o da Sertã, em Castelo Branco, com 29.752 hectares de área ardida, seguido do incêndio de Pedrógão Grande, em Leiria, que provocou pelo menos 64 mortos e destruiu 27.364 hectares.
O terceiro maior incêndio em área ardida foi o de Góis, em Coimbra, com 17.521 hectares, seguido dos incêndios registados já em agosto em Mação, Santarém, com 12.897 hectares, e em Ferreira do Zêzere (ainda em Santarém), com 7.127 hectares.

Na lista dos seis maiores incêndios aparece depois o fogo registado em agosto em Louriçal do Campo, Castelo Branco, com 5.615 hectares ardidos.

Versão completa na edição impressa

Comente este artigo
Anterior XXII Reunião Bienal da Real Sociedad Española de História Natural: Os mapas da Natureza - 6 de Setembro de 2017 - Coimbra
Próximo Vinbot o robô de produção vinícola em provas na região de Tomar

Artigos relacionados

Nacional

Empresas Familiares apelam ao bom senso. “Temos de agir sobre o nosso consumo de carbono e deixar as vacas em paz”

[Fonte: Expresso] No entender da AEF, “é injusto responsabilizar as vacas e penalizar os seus produtores, na medida em que as vacas produzem metano há milhões de anos”

A Associação das Empresas Familiares (AEF) apelou esta sexta-feira ao “bom senso”, […]

Últimas

Dezassete cabras mortas por “mamífero de grande porte” ainda por identificar em exploração agrícola de Viana do Castelo

Segundo a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, “as conclusões preliminares da avaliação feita hoje por técnicos do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) apontam para um ataque perpetrado por um mamífero de grande porte, […]

Últimas

Quais os desafios da nova fruticultura?

Abacate, manga, frutos vermelhos, citrinos. Tudo isto é Al(l)fruticultura, o tema da próxima conferência da revista VIDA RURAL, que se realiza já […]