Sogepoc e Syngenta unidas na preservação da Biodiversidade

Sogepoc e Syngenta unidas na preservação da Biodiversidade

Hoje, 22 de maio, comemora-se o Dia Internacional da Biodiversidade, sob o mote “As nossas soluções estão na Natureza”. A Syngenta assumiu o compromisso de ajudar a inverter a perda da biodiversidade e o declínio dos polinizadores nos campos agrícolas quando há 15 anos lançou o Programa Operation Pollinator.

Este programa, de âmbito internacional, consiste na instalação de margens multifuncionais nas parcelas agrícolas, com o objetivo de atrair insetos polinizadores e outra fauna auxiliar benéfica para a agricultura. As margens são semeadas com uma mistura de sementes de espécies de plantas floridas, proporcionando alimento e refúgio aos polinizadores.

Em Portugal, o Operation Pollinator conta com a parceria de empresas agrícolas de referência, que tal como a Syngenta acreditam na necessária aliança entre Agricultura e Biodiversidade. O Grupo Ortigão Costa é um dos mais recentes parceiros deste programa, no âmbito do qual instalou margens multifuncionais em campos demonstrativos de tomate para indústria, localizados na lezíria de Vila Franca de Xira.

«A margem Operation Pollinator do campo de Vila Franca foi instalada em Dezembro de 2019 e é notória a presença de diversas espécies de insetos auxiliares que não é habitual vermos nesta zona. Está a cumprir plenamente o objetivo de estímulo da biodiversidade e estamos muito expectantes para ver o impacto que poderá vir a ter na cultura do tomate», comenta PatríciaCotrim , diretora do AG -INNOV -Centro de Excelência Agrícola, criado pela Sogepoc, empresa do Grupo Ortigão Costa, para melhorar a competitividade e rentabilidade da cultura do tomate indústria.

«A manutenção da biodiversidade na nossa agricultura é cada vez mais importante para produzir de forma ambiental e economicamente sustentável e o nosso grupo tem a responsabilidade de dar o exemplo, uma vez que é um importante player no setor, produzindo anualmente cerca de 1500 hectares de tomate indústria», acrescenta Patrícia Cotrim.

Através do protocolo assinado com a Syngenta, a Sogepoc pretende também promover a biodiversidade na cultura dos frutos secos, a área de investimento mais recente deste grupoempresarial, que detém 800 hectares de pomares de amendoeiras e nogueiras em São Manços (Évora) e Veiros (Estremoz). No passado mês de Fevereiro instalou margens multifuncionais Operation Pollinator nestas culturas, com o objetivo de monitorizar a evolução da entomofauna local (polinizadores e insetos auxiliares).

A identificação e estudo das espécies de insetos nas margens Operation Pollinator em Portugal está a cargo do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Climáticas da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), que confere a necessária validade científica ao programa. «Nas primeiras observações realizadas na margem da Sogepoc encontrámos uma grande diversidade de insetos, tais como diferentes borboletas (e.g. Pieris), a abelha do mel (Apis mellifera), abelhões (Bombus spp) e outras abelhas solitárias (e.g. Lasioglossum spp) que têm uma grande importância no tópico da polinização», explica o entomólogo Ricardo Costa, investigador na FCUL.

«As margens multifuncionais são importantes pela sua diversidade florística, porque possuem recursos, como pólen e néctar, fontes de alimento para inúmeros grupos de insetos. Além disso, a cobertura vegetal serve de abrigo às fases imaturas (larvas) e às fasesadultas de muitos insetos, resguardando-os do vento e da chuva», garante este especialista.

Mais de 75% das culturas agrícolas utilizadas na alimentação dependem total ou parcialmente da polinização por insetos. O valor dos polinizadores nos ecossistemas globais está avaliado em 150 mil milhões de euros por ano.

A gestão dos habitats através do Operation Pollinator é uma prática agrícola sustentável com múltiplos benefícios ambientais, económicos e sociais para todos os elos da cadeia de valor do setor agroalimentar. Mais de 8 milhões de hectares de terrenos agrícolas, em 41 países a nível mundial, já beneficiaram do aumento da biodiversidade através do Operation Pollinator e do The Good Growth Plan, o plano de compromissos da Syngenta para com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Patrícia Cotrim, diretora do AG-INNOV -Centro de Excelência Agrícola, criado pelo grupo Ortigão Costa
Margem multifuncional Operation Pollinator na cultura do tomate indústria em Vila Franca de Xira
Comente este artigo
Anterior Dia Mundial da Biodiversidade. Intermarché e Técnico juntos na preservação de sobreiros e azinheiras
Próximo Vice da Comissão Europeia pede a ativistas que convençam governos a aceitar agricultura mais verde

Artigos relacionados

Últimas

The last mile

Recommended for you


Fixing the food system
By 2050, the world’s population will be an estimated 9.7bn people, […]

Últimas

Governo altera opções de pedidos de pagamento na agricultura

O Governo vai proceder à alteração do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), permitindo que os grupos operacionais possam apresentar três pedidos de pagamento por candidatura aprovada, […]

Sugeridas

Reforço das medidas excecionais para sector vitivinícola – Candidaturas até 27 de julho

A Portaria 174-A/2020 traduz as normas complementares de execução e apoio às medidas de Destilação e Armazenagem de Vinho, de acordo com o […]