Seminário do Dia Regional da Herdade da Coitadinha

Seminário do Dia Regional da Herdade da Coitadinha

A EDIA e a Associação de Defesa do Património de Mértola, ADPM, em parceria com a Câmara Municipal de Barrancos, organizam o Seminário do Dia Regional da Herdade da Coitadinha, adquirida pela EDIA em 1997, como medida de compensação dos habitats submersos pela Barragem de Alqueva, onde serão apresentados diversos temas que afetam esta problemática.

O Montado, principal ocupação cultural do interior do nosso país, e principal sustento da economia das áreas rurais do Alentejo interior, encontra-se em declínio devido a vários fatores. O projeto Life Montado-Adapt, coordenado pela ADPM, do qual a EDIA é parceira, tem como objetivo principal atenuar as consequências das alterações climáticas, melhorando a sua sustentabilidade do ponto de vista económico, social e ambiental nas zonas de intervenção.

Esta iniciativa apoiada pela Comissão Europeia, reúne 17 parceiros com o objetivo de implementar medidas em 11 propriedades piloto em Portugal e Espanha, entre as quais a Herdade da Coitadinha, em Barrancos.

Com base nas condições locais será desenvolvido um Plano ILU (uso integrado da terra) a ser executado e monitorizado nessas propriedades.

O Seminário realiza-se no dia 5 de abril, pelas 15h, integrado na programação da ExpoBarrancos.

Programa:

15h00 – Sessão de Abertura | Presidida pelo Sr. Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural

15h30 – O declínio do Montado de Sobro e Azinho | Nuno Ribeiro, UÉvora

15h50 – A Ameaça das Alterações Climáticas | André Vizinho, FCUL

16h10 – O projeto LIFE Montado-Adapt no Parque de Natureza de Noudar | Diogo Nascimento, EDIA

16h30 – Medidas de Adaptação: pastagens biodiversas vs. microrganismos do solo | Isabel V. Castro, INIAV

16h50 – Debate | Moderação por Guilherme Santos, ICNF

Final – Degustação de Presuntos e Enchidos

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Abertura dos mercados: Bolsas fazem pausa nos ganhos e petróleo afasta-se dos 70 dólares
Próximo Quem disse que o Alentejo não é terra de bambu?

Artigos relacionados

Últimas

Madeira cria sistema de deteção de incêndios florestais com robots

A Madeira está a desenvolver um sistema de deteção incêndios florestais. De acordo com o jornal Público, este sistema assenta numa rede de robots autónomos que, […]

Últimas

Mais de 190 produtores de queijo DOP admitidos na iniciativa Vale Pastor +

A iniciativa decorrerá até maio de 2020, sendo que durante o seu decorrer os produtores serão sujeitos à verificação mensal da qualidade do leite DOP produzido e do cumprimento das normas dos cadernos de especificações aprovado a nível europeu para cada um dos queijos. […]

Sugeridas

Incêndios: Dispositivo reforçado em 3% em relação a 2019

Os meios disponíveis para a época de incêndios, que começa em 15 de maio, são este ano reforçados em 3%, em relação a 2019, nomeadamente com […]