Sanidade animal? Está tudo bem por aqui!

Sanidade animal? Está tudo bem por aqui!

Saúde animal. Uma vez por ano, um veterinário e um técnico de sanidade da OPP (organização de produtores pecuários, no nosso caso, inserida na cooperativa), deslocam-se à nossa vacaria para fazer a prova da Sanidade. É feita uma colheita de sangue para pesquisar a existência de algum animal portador de Leucose ou brucelose e é feita uma inoculação com “tuberculina” para pesquisar tuberculose. Depois disto os animais ficam em “quarentena” cerca de uma semana, não podendo ser vendidos para outras vacarias. Passados uns dias o veterinário volta à vacaria para inspecionar os animais, procurando alguma reação que existiria se houvesse a tuberculose bovina. Uma semana após a colheita das amostras de sangue temos os resultados de laboratório. Se estiver tudo bem o “passaporte” de cada animal (uma espécie de boletim de vacinas) é carimbado e já podemos voltar a comprar ou vender animais. Algumas doenças dos animais podem ser transmissíveis ao homem (daí ser importante o leite ser fervido ou pasteurizado), outras apenas são transmissíveis entre animais, mas causam prejuízos, por isso todas tem de ser controladas. Cada animal tem um número oficial que está no seu passaporte. Além do “passaporte carimbado” em papel, cujo uso já é opcional, toda esta informação está registada numa base de dados oficial, a nível nacional e nenhum animal pode circular sem ser emitida uma guia eletrónica a partir do SNIRA – Sistema Nacional de Informação e Registo Animal. Tudo isto para vos contar que, do prado ao prato, há gente que usa galochas, luvas, microscópios e computadores para garantir a saúde dos nossos animais e da população. Devemos agradecer, valorizar o seu trabalho e seguir as suas instruções, sem excesso de alarmismo nem excesso de confiança. Ah, e este ano os resultados, mais uma vez, deram todos negativos, portanto a “quarentena” bovina aqui já acabou!

#carlosnevesagricultor

O artigo foi publicado originalmente em Carlos Neves Agricultor.

Comente este artigo
Anterior Costa reúne-se com Merkel com orçamento comunitário em cima da mesa
Próximo Turismo, têxtil, vinho: o coronavírus é mau para quase todos os negócios (talvez a carne seja excepção)

Artigos relacionados

Nacional

Prevenção dos fogos rurais exige trabalho coletivo de toda a sociedade

O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que o Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais deve ser executado ao longo dos próximos 10 […]

Comunicados

Navigator no board dos líderes globais da sustentabilidade

200 líderes empresariais que valem 10% do PIB mundial reunidos pela primeira vez em Lisboa […]

Comunicados

PDR2020: Melhoria da Eficiência dos Regadios Existentes

Operação 3.4.2 – Melhoria da Eficiência dos Regadios Existentes – Tipologia Operações em regadios tradicionais (10º Anúncio) […]