Resende prepara Festival da Cereja

Resende prepara Festival da Cereja

[Fonte: Voz do Campo]

Nos próximos dias 1 e 2 de junho Resende vai ser um concelho em festa com a cereja no centro das atenções.

Durante dois dias, mais de 100 vendedores e produtores locais disponibilizarão toneladas de cereja a preços especiais. Mas, para além da oportunidade única de adquirir uma das mais afamadas cerejas do país, os visitantes poderão encontrar diversos produtos artesanais ligados ao fruto, bem como as famosas cavacas de Resende, que são uma referência na gastronomia local. Também as Juntas de Freguesia do concelho vão apresentar as suas atrações, em stands próprios, numa iniciativa que pretende promover as tradições locais.

Mas, o ponto alto do Festival da Cereja é o cortejo temático que, a partir das 15h00 de domingo (2 de junho), irá percorrer as principais ruas da Vila de Resende. Cerca de 400 figurantes, crianças do 1.º e 2.º ciclo, acompanham o desfile, em carros de bois de raça arouquesa, que este ano será dedicado ao “Memorial à Cereja” e que contará com grupos de animação musical.

Para facilitar a deslocação até à festa, o Município de Resende mantém a parceria com a CP, oferecendo 30% de desconto no bilhete de comboio até à estação da Ermida, sendo que a empresa de autocarros Transdev Douro assegurará o transporte dos passageiros até ao centro da Vila de Resende, onde decorre a festa. O mesmo transporte é assegurado no sentido inverso.

Pelo 4.º ano consecutivo, a autarquia promove o concurso “Melhor Doce/Bolo de Cereja de Resende”, que pretende incentivar a criação de um doce/bolo que identifique o concelho como produtor da melhor cereja, onde serão atribuídos incentivos aos três melhores classificados.

Esta é a 18.ª edição do Festival da Cereja de Resende, uma iniciativa de grande importância para a economia local que procura promover e valorizar um dos produtos de excelência do concelho.

Comente este artigo

O artigo Resende prepara Festival da Cereja foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior Eleições Europeias- Manifesto dos Agricultores e das Cooperativas Agrícolas
Próximo Ambientalistas avançam que já não há rios sem barragens em Portugal

Artigos relacionados

Últimas

Portugal regista 225 mil hectares de floresta ardida, menos 90 mil que o sistema europeu

O sistema português contabiliza 225.447 hectares de floresta ardida este ano (equivalente ao distrito de Viana do Castelo), valor inferior ao calculado pelo Sistema do Centro de Investigação Comum da Comissão Europeia, que regista 316.100 hectares.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_4 span,#wpdevar_comment_4 iframe{width:100% !important;} […]

Nacional

Governo valoriza pequena propriedade florestal


Lousã, Coimbra, 02 mar (Lusa) — O secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, defendeu hoje a valorização da pequena propriedade florestal, rejeitando a ideia de que “tudo tem de ter dimensão e escala” para poder produzir.
“Por vezes, esquecemo-nos de quão importante foi e é […]

Últimas

Conheça 3 “novas” culturas que podem ser rentáveis

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola
É agricultor e está a procura de uma nova cultura para investir? Quer rentabilizar o espaço disponível da sua exploração agrícola? Não trabalha no sector, mas anda à procura de uma cultura rentável para se iniciar? […]