«Queremos ser a ponte entre a ciência mais básica e quem precisa de soluções no terreno»

«Queremos ser a ponte entre a ciência mais básica e quem precisa de soluções no terreno»

Com 33 investigadores, 16 dos quais doutorados, o laboratório colaborativo InnovPlantProtect, a funcionar ainda a meio gás em Elvas, espera a longo prazo desenvolver soluções mais sustentáveis para as pragas e doenças que afectam sobretudo as culturas mediterrânicas; “convencer” os produtores do potencial da aplicação do conhecimento biológico no terreno; bem como aumentar a eficiência da transferência do conhecimento fundamental para o aparecimento de novos produtos. Pedro Fevereiro, CEO do laboratório, fala do trabalho que já tem estado a ser desenvolvido nas várias vertentes de investigação para a área agrícola, garantindo que um dos lemas que está a ser seguido é «pensar para a frente e não ficar à espera que as coisas aconteçam».

Consulte aqui a entrevista completa a Pedro Fevereiro, CEO do laboratório.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Grande plano da Revista Frutas Legumes e Flores de maio de 2021: Pequenos Frutos
Próximo "A perceção da importância da sustentabilidade mudou drasticamente"

Artigos relacionados

Notícias apoios

Mau tempo: PCP quer que Governo não falte com apoio a agricultores afetados

A eurodeputada do PCP Sandra Pereira espera que o Governo “não falte com o apoio necessário” para as populações fazerem face aos prejuízos provocados pelas inundações do Baixo Mondego, […]

Dossiers

Mau tempo: Criada linha de crédito para culturas afetadas pelas intempéries

O decreto-lei que cria uma linha de crédito com juros bonificados dirigida às entidades que se dedicam à cultura dos produtos afetados pelas intempéries registadas no Norte e Centro de […]

Notícias PAC pós 2020

Governo da Madeira considera “incompreensível” cortes anunciados no POSEI

O presidente do Governo Regional da Madeira considerou “incompreensível” e “injustificável” a pretensão da comissão Europeia pretenda cortar 3,9% nas verbas do regime de apoio às regiões ultraperiféricas (POSEI) no quadro comunitário […]