Projeto URSA – Unidades de Recirculação de Subprodutos de Alqueva

[Fonte: EDIA] O projeto URSA, desenvolvido pela EDIA em parceria com o Instituto de Soldadura e Qualidade, ISQ, visa a criação de um conjunto de unidades de recolha, tratamento e transformação de subprodutos agrícolas em fertilizante para aplicação no solo, distribuídas pelo território do EFMA, concretizando assim a estratégia integrada de promoção da matéria orgânica no solo na área do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, EFMA. Estas unidades pretendem devolver ao solo os nutrientes que são retirados através da agricultura, reduzindo deste modo as necessidades de adubação e aumentando a rentabilidade das culturas, potenciando em simultâneo a melhoria do solo e das suas funções filtradoras, e contribuindo para uma melhoria da qualidade da água utilizada pelo Empreendimento. Com este e outros projetos a EDIA prossegue com o seu propósito de ir para além do fornecimento de água aos agricultores de Alqueva, reforçando o seu contributo efetivo no apoio ao sector agrícola, na promoção do uso eficiente de recursos e na proteção do solo e da água, pilares basilares do EFMA, contribuindo para acelerar a transição do setor para a economia circular, através de uma agricultura moderna e inovadora, com redução da pegada de carbono e hídrica.

Comente este artigo
Anterior Crédito Agrícola lança Soluções de Protecção e Investimento
Próximo PDR2020: Operação 3.2.1. Investimento na Exploração Agrícola - Fruticultura e Olivicultura

Artigos relacionados

Vídeos

Live streaming do Congresso Europeu de Jovens Agricultores – 19 Outubro 2017

Clique aqui, para ver o direto da 4ª edição do Congresso Europeu de Jovens Agricultores a decorrer hoje.

Vídeos

A (R)evolução Digital no Agro-Alimentar e Floresta em debate no Fórum Inesc Tec do Outono

O Fórum do Outono é uma iniciativa anual do INESC TEC que visa promover um espaço de discussão […]

Vídeos

Faça Chuva Faça Sol – T.2 Ep. 18

[Fonte: RTP] Neste programa, a colheita de milho, a cultura arvense com mais peso em Portugal está em evidência. […]