Projecto Km0: E se no Alentejo comêssemos mais produtos alentejanos?

Projecto Km0: E se no Alentejo comêssemos mais produtos alentejanos?

Lançada pela Universidade de Évora, a iniciativa Km0 visa certificar produtores, lojas e restaurantes que trabalhem com produtos que não viajem mais do que 50 quilómetros.

Que os restaurantes de uma região utilizassem preferencialmente produtos dessa região seria, em princípio, o mais lógico e intuitivo. Não é, contudo, isso que acontece na maioria dos casos. Promovendo a “gestão sustentável dos recursos energéticos”, estimulando a produção local, valorizando o agricultor e preservando a biodiversidade, o projecto Km0, lançado em Évora, tenta contrariar este estado de coisas.

No dia 17 de Setembro, oito cozinheiros juntaram-se, com a coordenação do chef Luís Baena, para servir, no antigo refeitório da Universidade de Évora, um jantar com mais de trinta pratos, mostrando tudo o que é possível fazer com produtos que não distam mais de 50 quilómetros daquela cidade. Filipe Ramalho, do Páteo Real em Alter do Chão, trouxe, por exemplo, um “niguiri alentejano” com migas de batata-doce e “sashimi” de toucinho de porco preto; Filipe Rebocho e João Narigueta, do Híbrido, em Évora, trabalharam uma variedade antiga de cebola roxa de Montemor numa tarte; Joaquim Saragga Leal da Taberna de Santo Humberto, também em Évora, apresentou uma deliciosa sopa da pedra.

Do Narcisus Fernandessi, em Vila Viçosa, veio o chef Pedro Mendes que, entre outras coisas, serviu uma cabeça de xara com vinagrete de uvada e beldroegas e […]

Continue a ler este artigo no Público.

Comente este artigo
Anterior Combustíveis | Cientistas desenvolvem plantas que produzem mais óleo
Próximo Febre Catarral Ovina / Língua Azul - Áreas afetadas - região do Alentejo e Distrito de Santarém

Artigos relacionados

Últimas

Investigação da UÉ apresenta medidas para a gestão sustentável em olivais mediterrânicos

Investigação da Universidade de Évora (UÉ) aponta que a retenção de remanescentes de vegetação natural como árvores isoladas ou pequenos […]

Últimas

Spray comestível para conservação de alimentos do IPBragança vence Concurso Europeu de Inovação Social

A Comissão Europeia anunciou ontem à noite os vencedores da edição de 2019 do Concurso Europeu de Inovação Social. Há um projeto português no “Top 3”. […]

Últimas

Portimão: Zona de Caça Associativa do Moinho da Rocha vai ganhar nova sinalética

Imprimir
Por • 25 de Maio de 2017 – 16:40

A zona de caça associativa do Moinho da Rocha terá […]