Previsões agrícolas do INE: Produção forrageira inferior ao normal em Maio de 2019

Previsões agrícolas do INE: Produção forrageira inferior ao normal em Maio de 2019

[Fonte: Agricultura e Mar]

Previsões agrícolas do INE, Maio 2029

As condições meteorológicas ocorridas ao longo do mês de Maio contribuíram para a rápida perda de humidade das pastagens e forragens, com a consequente diminuição de biomassa e valor nutritivo.

Segundo as previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 31 de Maio, a produção forrageira é, globalmente, inferior à habitual, com impacto negativo nas disponibilidades alimentares das explorações em pastoreio directo e, simultaneamente, na produção de alimentos conservados (fenos, silagens e feno-silagens).

Teor de água no solo com queda significativa

Explicam os técnicos do INE que, no final de Maio, o teor de água no solo, em relação à capacidade de água utilizável pelas plantas, registou uma diminuição significativa em todo o território. Em vastas zonas das regiões do interior Norte e Centro, do Vale do Tejo, do Alentejo e do Algarve os valores eram já inferiores a 20%, havendo alguns locais muito próximos ou iguais ao ponto de emurchecimento permanente.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Previsões agrícolas do INE: Produção forrageira inferior ao normal em Maio de 2019 foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Vitacress reconhecida pela sua aposta na sustentabilidade
Próximo Sécurité, agriculture, forêts, vin... Ce que la hausse des températures de 2,5°C changerait

Artigos relacionados

Últimas

Chamas consomem zona florestal em Loures

[Fonte: Correio da Manhã]

Um incêndio deflagrou esta quinta-feira num povoamento florestal em Fanhões, Loures.
De acordo com fonte oficial do CDOS de Lisboa, […]

Últimas

GNR identifica homem por crime de incêndio florestal. Queima estava autorizada

[Fonte: Agricultura e Mar]
O Comando Territorial de Viseu da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Núcleo de Protecção Ambiental de Mangualde, […]

Sugeridas

Serpa investe 2 milhões em Centro Tecnológico Agro-alimentar

[Fonte: Tribuna Alentejo] Ao todo o município de Serpa, no Baixo Alentejo, pretende investir cerca de 2 milhões de euros na criação de um centro de investigação, desenvolvimento tecnológico e inovação empresarial no sector agro-alimentar no Alentejo. […]