Presidente da CAP efetua primeiro donativo para o fundo COVID-19 da Cruz Vermelha e apela à generosidade dos portugueses

Presidente da CAP efetua primeiro donativo para o fundo COVID-19 da Cruz Vermelha e apela à generosidade dos portugueses

Por proposta do Presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Eduardo Oliveira e Sousa, dando resposta ao repto de solidariedade lançado por Sua Excelência o Senhor Presidente da República, a Cruz Vermelha Portuguesa criou hoje um FUNDO, para o qual todos, a nível individual, institucional ou empresarial, poderão contribuir. O primeiro donativo para o FUNDO foi já efetuado, a título pessoal, e tem por objetivo mobilizar a ajuda dos portugueses, das empresas e das instituições, no combate a este terrível flagelo. Qualquer donativo, qualquer euro, será bem-vindo.

Este FUNDO destina-se ao financiamento de meios necessários ao desenvolvimento de iniciativas, projetos e operações no âmbito da Saúde e Apoio Humanitário relacionados com esta pandemia que está a afetar um número crescente de portugueses, que já causou vítimas mortais e que está a paralisar o país.

As contas do FUNDO serão refletidas, diariamente, na página da transparência da Cruz Vermelha Portuguesa, e serão supervisionadas pelo Revisor Oficial de Contas, Dr. Vitor Almeida.

Esta iniciativa do Presidente da CAP pretende “mobilizar recursos financeiros em prol de uma causa verdadeiramente nacional. O combate a esta pandemia não pode deixar ninguém indiferente. Muitas vezes, as pessoas querem fazer algo pelo seu semelhante e pelo País e não sabem como. Pois bem, criou-se aqui esta oportunidade. A Cruz Vermelha Portuguesa, uma instituição séria e idónea, liderada por uma figura de inquestionável valor e mérito, o Dr. Francisco George, está neste momento ao serviço do Estado português no combate a este surto. Mais meios financeiros significam mais capacidade de combate a este flagelo, significam poder comprar mais material médico e cirúrgico, mais equipamento de suporte de vida, como ventiladores, e contratar mais pessoas. Todos somos poucos para vencer esta batalha. Mobilizemos recursos e a nossa solidariedade porque todos estamos em risco”.

O acompanhamento do FUNDO estará a cargo de: 

  • Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, Francisco George
  • Presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo de Oliveira e Sousa
  • Coordenador Nacional de Emergência, Gonçalo Orfão
  • Vice-Presidente da Cruz Vermelha, Susana Marques
  • Revisor Oficial de Contas do Fundo, Vitor Almeida

A conta bancária principal do FUNDO tem o seguinte IBAN: PT50 0010 0000 3631 9110 0017

Por Multibanco:
Entidade 20999
Referência 999999999

Para mais informações, contactar: [email protected]

Comente este artigo
Anterior Pandemia retrai o consumo de queijo
Próximo Carta aberta da agricultura familiar sobre a situação que vivemos no país com o surto de coronavírus e face à declaração do estado de emergência nacional

Artigos relacionados

Últimas

Coronavírus: um convite à mudança de hábitos? – Marisa Costa

O país e o mundo jamais serão o mesmo. Entramos numa nova era: o antes e o depois do COVID-19. Ninguém tem dúvidas do impacto de que este ser […]

Nacional

Costa: é tempo de deixar os profissionais trabalharem e “no final falaremos”

É o momento de deixar todos os profissionais envolvidos no combate às chamas trabalharem para “protegerem as pessoas, salvarem os bens das pessoas e protegerem a nossa floresta”. […]

Nacional

Montalegre: plano municipal de combate à vespa velutina já fez 13 mil capturas

A Câmara Municipal de Montalegre elaborou um Plano Municipal de Combate à Vespa Velutina, também conhecida por vespa asiática. Este ano de 2019 fez seis monitorizações onde foram capturadas 3.990 vespas velutina e 9.013 vespas crabro, […]