Planos de emergência desativados no distrito

Planos de emergência desativados no distrito

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) desativaram os planos de emergência que tinham sido acionados devido aos fogos florestais que atingiram o distrito e, particularmente, o concelho, nos últimos dias. Apesar de se ter verificado um desagravamento da situação, com menos ocorrências e as temperaturas a baixar, os fogos continuam a lavrar.
Em comunicado, a Comissão Distrital de Proteção Civil de Coimbra justifica a decisão “atendendo à gradual retoma da normalidade no que concerne aos incêndios rurais e respetivo desagravamento das condições meteorológicas que motivaram a ativação do Plano Distrital de Emergência e Proteção Civil de Coimbra”. A medida tinha sido acionada no sábado, dia 12 de agosto, devido “à situação complexa relativa às ocorrências de incêndios rurais no distrito de Coimbra que se registavam, nomeadamente em Coimbra, Miranda do Corvo e Montemor-o-Velho”.
Também a autarquia de Coimbra desativou ontem, pelas 11H00, o Plano Municipal de Emergência que estava em vigor desde sexta-feira, dia 11.

Notícia completa na edição impressa do dia 17 de agosto de 2017

Comente este artigo
Anterior IACA: VI Jornadas de Alimentação Animal em Setembro - 21 de Setembro 2017 - Fátima
Próximo A Hidro-Ibérica associa-se ao Projeto de cariz solidário - SEMEAR

Artigos relacionados

Nacional

GS1 Portugal e FIPA fazem formação sobre requisitos legais da rotulagem alimentar

A GS1 Portugal – Codipor, entidade responsável pela introdução do código de barras em Portugal, em parceria com a FIPA — […]

Últimas

Fogo em Valongo mobiliiza mais de 100 operacionais e seis meios aéreos

Um incêndio em Alfena, no concelho de Valongo, está “descontrolado” devido às “fortes rajadas de vento”, mobilizando às 16h30 mais de 100 operacionais e seis meios aéreos, […]

Últimas

Oferta de Emprego – Responsável pela produção em estufa (M/F) – Póvoa de Lanhoso

A DEIFIL empresa que se dedica à propagação in vitro de plantas encontra-se a recrutar um responsável pela produção em estufa (M/F).