Os três pilares da sustentabilidade

Os três pilares da sustentabilidade

Quando ouvimos falar em sustentabilidade, a tendência é para pensarmos em proteção dos recursos naturais, harmonia ecológica e redução do impacto ambiental. E embora tudo isso seja sustentabilidade, a sustentabilidade é muito mais do que isso.

O conceito de sustentabilidade engloba três pilares fundamentais: a proteção ambiental, a equidade social e a viabilidade económica. Se pensarmos nestes três eixos como círculos que se intersetam, é esse ponto onde eles se cruzam e se sobrepõem que devemos ambicionar como meta sustentável – proteger o meio ambiente, melhorar as questões sociais e colher benefícios económicos.

Isto aplica-se a todas as áreas, incluindo quando falamos em gestão sustentável das florestas. Por exemplo, é importante conservar os habitats e a biodiversidade, mas também formar os colaboradores e dar-lhes condições de segurança, e nada disto é possível se não houver retorno económico. Quando um dos três pilares é fraco, compromete todos os outros.

Em 2015, todos os estados-membros das Nações Unidas adotaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Aqui se estabeleceram 17 metas de desenvolvimento sustentável, com objetivos abrangentes, que cobrem áreas tão distintas como a pobreza e a educação, a indústria, a igualdade de género, consumo e produção responsáveis, energia limpa, conservação dos oceanos ou restauro da biodiversidade.

As metas de sustentabilidade facilitam a organização de pessoas, empresas ou governos para trabalharem no sentido de construírem sistemas sustentáveis, capazes de contribuir para um mundo melhor. E isso só é possível havendo equilíbrio entre ambiente, sociedade e economia.

O artigo foi publicado originalmente em Produtores Florestais.

Comente este artigo
Anterior Molécula que torna plantas em zombies é descoberta
Próximo O futuro promissor dos figos-da-índia

Artigos relacionados

Últimas

Comissão Europeia publica estudo “Agricultores do Futuro”

Quem serão os agricultores do futuro? A Comissão Europeia, através do Joint Research Centre (JRC), publicou hoje um estudo que faz uma análise prospectiva para a agricultura em 2040. […]

Nacional

Calor na Madeira mantém incêndio activo há mais de 48 horas

Temperaturas altas, baixa humidade e vento forte não estão a ajudar os bombeiros. […]

Nacional

Agricultura e Coesão – Editorial de Teresa Silveira + Suplemento Agrovida

Ainda que torturados, os números não mentem. E as estatísticas dizem que, apesar de 22 anos de integração na UE, vivemos um crescente despovoamento, envelhecimento e empobrecimento do interior, que os milhares de milhões de euros dos sucessivos quadros comunitários (ainda) não fizeram inverter. E as regiões ditas de baixa densidade – há quem lhes chame territórios de elevado potencial, embora nas últimas décadas […]