O Vinho do Porto e a “bestialidade inglesa” segundo Camilo Castelo Branco (fim) – Pedro Garcias

O Vinho do Porto e a “bestialidade inglesa” segundo Camilo Castelo Branco (fim) – Pedro Garcias

Pedro Garcias continua a levar-nos por escritos de Camilo que são “um pequeno tratado sobre a condição humana”. E com um toque da “rapacidade mercantil” de que falava Ramalho Ortigão.

Sim, em duas décadas, o preço médio das uvas para vinho do Porto pago aos agricultores baixou cerca de 200 euros em pipa. Por mais contas que se façam, não há nenhuma razão económica que explique o facto de o preço por pipa oscilar hoje entre os 900 e os 1100 euros, quando no final do século passado e no início deste era da ordem dos 240 contos (o equivalente a 1200 euros).

Continue a ler este artigo no Público.

Comente este artigo
Anterior Las almendras de nueva campaña, muy por encima del año anterior
Próximo Como uma quinta no Dão voltou a por o palhete na moda

Artigos relacionados

Dossiers

Incêndios: Coimbra estreia seis câmaras de videovigilância; três já estão ativas

A região de Coimbra estreia, este ano, seis câmaras de videovigilância, três das quais já ativas, anunciou hoje o comandante operacional distrital (Codis), na apresentação do dispositivo […]

Notícias inovação

Estudo | OGM podiam ter evitado a emissão de 33 milhões de toneladas de CO2

A recusa da União Europeia em permitir o cultivo de variedades geneticamente modificadas levou à libertação de 33 milhões de toneladas de dióxido de carbono. É a conclusão de um estudo realizado por […]

Comunicados

Declaração de existências de ovinos e caprinos – período obrigatório – janeiro 2020

Até ao final do mês de janeiro decorre mais um período obrigatório para a Declaração de Existências de Ovinos e Caprinos (DEOC), […]