Nuno Russo: “Setor das plantas e flores é importante e tem neste ministério um parceiro”

Nuno Russo: “Setor das plantas e flores é importante e tem neste ministério um parceiro”

O Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, esteve, hoje, presente na IPM Essen 2020 (Feira Internacional de Plantas e Flores), que se realizou na Alemanha. A Portugal Fresh fez representar o país pela quarta vez consecutiva com quatro empresas portuguesas do sul do país. Nuno Russo destacou, durante a sua intervenção num jantar empresarial, que é preciso “continuar a levar a marca Portugal além-fronteiras, por todos aqueles que apostam na nossa Agricultura e dão mais voz aos nossos produtos, tão únicos e donos de uma qualidade que se destaca e os distingue”.

O Secretário de Estado revelou que “a produção de plantas e flores é um setor importante e que tem crescido em termos de valor de produção. Em 2018, atingiu os 600 M€, correspondente a 7,6% da produção agrícola. Estes valores surgem numa dinâmica muito positiva, com uma taxa de crescimento médio anual de 6,3% do valor da produção”. Nuno Russo adiantou ainda que “este setor é também um grande empregador, absorvendo o equivalente a mais de 3 700 unidades de trabalho a tempo inteiro e, muito relevante, quase 80% corresponde a trabalho assalariado, sendo que, deste, a maioria é permanente. Sim, as vossas empresas são bons exemplos da criação de riqueza e de postos de trabalho”.

De referir que as exportações têm acompanhado este crescimento. A taxa de crescimento médio anual das exportações de dois dígitos, 10%, é muito positiva e corrobora o reconhecimento internacional dos produtos e dos produtores portugueses. “Apesar dos bons números, sabemos que ainda muito pode ser feito em prol de ainda mais crescimento. Num mercado que é cada vez mais global, são muitas as oportunidades, mas também são muitos os desafios. E a verdade é que Portugal tem condições edafoclimáticas favoráveis que permitem exercer a atividade de forma competitiva, seja ao ar livre ou em estufa, com a alta rentabilidade já demonstrada”, sustentou Nuno Russo.

O Secretário de Estado concluiu que o objetivo é continuar a trabalhar neste sentido: “Queremos agarrar essas oportunidades e, assim, superar os desafios. Procuraremos estar presentes, estar próximos. Aliás, digo aqui, perante todos vós: têm, no Ministério da Agricultura, um parceiro, sempre disponível para ouvir, debater e cooperar”.

Comente este artigo
Anterior A Sustentabilidade: Um Desafio e uma Responsabilidade - 19 de fevereiro - Lisboa
Próximo GO-EGIS. Estratégias para uma gestão integrada do solo e da água em espécies produtoras de frutos secos

Artigos relacionados

Nacional

Seis áreas críticas da “reforma florestal”

[Fonte: Público]
A política para os eucaliptos e o reforço dos poderes das autarquias são os principais focos de tensão de uma reforma que envolve 12 diplomas legais. […]

Últimas

Live-Stream Agroglobal: Vinho: Regresso ao Futuro

Bernardo Gouvêa, Presidente do Instituto do Vinho e da Vinho, foi o convidado do mais recente webinar da Abreu Advogados dedicado ao sector do vinho, realizado ontem 10 de Setembro. […]

Sugeridas

FENAREG reclama investimento na melhoria da qualidade da água

FENAREG felicita novo ciclo de planeamento da água e reclama investimento na melhoria da qualidade da nossa água
A aprovação de um segundo ciclo de planeamento dos recursos hídricos é uma marca importante no calendário da política da água. […]