Nova marca Ascenza lançada em Lisboa

Nova marca Ascenza lançada em Lisboa

Decorreu a 13 de Fevereiro, em Lisboa, no Terminal dos Cruzeiros, o lançamento formal da marca Ascenza, «que substitui definitivamente a marca Sapec Agro» e que surge assim no mercado «com um posicionamento e imagem renovados, que serão a base da sua expansão internacional», refere um comunicado da empresa. Segundo o comunicado, este evento contou «com a participação de centenas de pessoas de 17 nacionalidades, representando várias regiões do globo», nomeadamente «autoridades regulamentares, associações sectoriais, clientes e colaboradores».

O lançamento foi composto por um workshop, na parte da manhã, dedicado ao tema “Farming your future”, e por um evento de activação de marca, ao final do dia. João Martins, director geral da Ascenza (na fotografia de abertura), explica que «Ascenza significa crescer, ascender» e que consideram que «esta é a premissa: a nova marca espelha evolução, transformação do negócio e um projecto de expansão».

5

A nova identidade visual da empresa «tem como inspiração o sobreiro e a floresta mediterrânica, uma vez que reflectem as origens, a cultura e estratégia da empresa», dado que «esta floresta é conhecida pela sua longevidade, resiliência e versatilidade», refere o comunicado. Neste contexto, a Ascenza sublinha que «ambiciona ser distinguida da mesma forma: um símbolo de resiliência e constante adaptação no serviço aos clientes e à agricultura».

4

João Martins afirma que «queremos posicionar-nos como uma referência global na área das soluções off-patent com diferenciação». «Para o alcançar, estamos a reforçar a nossa presença internacional, a investir em recursos humanos altamente qualificados e a apostar no desenvolvimento de soluções diferenciadas para oferecer aos nossos clientes», acrescenta.

3

A empresa «está presente em Portugal há 90 anos», até agora como Sapec Agro, «destacando-se desde os anos 60 na área da protecção de culturas», sendo «líder ibérico no segmento dos genéricos diferenciados» e tendo «presença crescente nos mercados do sul da Europa e Brasil». O comunicado indica ainda que o seu volume de negócios tem registado um forte crescimento nos últimos anos e que «mais de 75% do que é produzido na unidade fabril de Setúbal, Portugal, destina-se à exportação».

6

Esta empresa conta com «cerca de 580 trabalhadores, dos quais cerca de 35% são altamente qualificados». Em 2017, a Sapec Agro foi adquirida pela Bridgepoint Capital S.A.

Notícias relacionadas

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Fenareg defende prioridade da modernização de regadios na PAC pós 2020
Próximo APN: Algas a gosto: Poderão ser as algas uma presença assídua na alimentação dos portugueses?

Artigos relacionados

Dossiers

Ambientalistas denunciam carga de eucaliptos de Moçambique para a Navigator

Grupos ambientalistas moçambicanos e portugueses, apoiados por coligações internacionais, receberam com “fortes críticas” o primeiro carregamento de eucaliptos descarregado em […]

Últimas

Live-stream: Reforma da PAC no período pós-2020

Na semana em que o Parlamento Europeu debate e vota a reforma da Política Agrícola Comum (PAC), eurodeputados portugueses e a Confederação de Agricultores de Portugal discutem as propostas para […]

Dossiers

Cotações – Frutos Frescos e Secos – 30 de agosto a 5 de setembro 2021

Abacate – No Algarve, terminou a campanha de produção e comercialização deste fruto […]