NOGAM: Projeto de investimento em linha de processamento de Nozes – Grupo SOGEPOC

NOGAM: Projeto de investimento em linha de processamento de Nozes – Grupo SOGEPOC

A Sogepoc é um grupo familiar, de capital português, com uma longa experiência na agroindústria.

Desde 2016 tem vindo a fazer um investimento no setor dos frutos secos, procurando dar resposta ao aumento do consumo destes produtos (amêndoas, nozes, pistácios, avelãs, cajus, pinhão ou amendoim), que tem vindo a crescer significativamente, alavancado pelos benefícios para a saúde, tendências de alimentação saudável e pelo seu valor nutricional.

O projeto considera uma área de 785 hectares em Portugal (615 hectares de nogueiras e 170

hectares de amendoeiras), em Torre de Coelheiros (Évora) e em Veiros (Estremoz), com um investimento total de cerca de 50 milhões de euros.

Com o funcionamento em pleno das duas primeiras fases – de viveiro (de plantas de nogueira) e de exploração agrícola – o Grupo Sogepoc avança agora para a terceira etapa: unidade de

processamento de nozes Nogam, que será a primeira em Portugal e que significa um investimento de <10 milhões de euros parcialmente apoiado pelo programa Compete – inovação produtiva.

A Linha de Processamento de Nozes é uma atividade crítica na cadeia de valor de produção de nozes (inclui a remoção da casca exterior verde, lavagem das nozes, secagem, quebra das nozes, seleção ótica, seleção manual, embalamento nozes com e sem casca).

Este projeto único em Portugal, permitirá não só processar a produção do Grupo Sogepoc mas também a produção de terceiros, o que incentivará fortemente o crescimento da produção de nozes em Portugal.

Com esta nova fase da integração vertical, pretende-se controlar a qualidade do produto final e assegurar a sustentabilidade e rastreabilidade da produção.

Fatores de sustentabilidade:

  • Eficiência de rega (através da monitorização com sondas)
  • Energia solar
  • Enrelvamento da entrelinha, e sementeira de margens funcionais para promoção da biodiversidade
  • Reutilização da água do processamento
  • Reutilização da casca verde, incorporando no pomar como fertilizante
  • Reutilização da casca dura para biomassa
  • Atomizadores equipados com sensores óticos para redução do uso de fitofármacos
  • Acordo de utilização de estrume como fertilizante
  • Protocolos com Universidade de Évora e INIA para estudo de boas práticas agrícolas

Aspetos a destacar desta nova unidade industrial: 

  • O descasque de nozes e a produção de produtos derivados inovadores, como o miolo de noz
  • É um investimento relevante para outros produtores, que passam também a ter soluções de processamento, e para o crescimento do setor no país
  • Tem impacto relevante na economia local: emprego direto e indireto (cerca de 100) + ecossistema empresarial
  • Projeto com enquadramento fortemente exportador
  • Sustentabilidade e eficiência energética
  • Inovação de produtos + inovação tecnológica
  • Volume de faturação em velocidade de cruzeiro 20M€-25M€

A cerimónia de inauguração, presidida pelos Ministros de Estado, da Economia e da Transição Digital Pedro Siza Vieira e pela Ministra da Agricultura Maria do Céu Antunes, teve lugar nas instalações da fábrica Nogam, no dia 18 de junho de 2021, pelas 10h.

Investimento total incluindo produção agrícola: <50 Milhões de euros

Investimento elegível para comparticipação pelo Programa Compete:  6,9 Milhões de euros

Capacidade de processamento: 6 mil toneladas (4 mil toneladas de produção própria + 2 mil de outros produtores)

Comente este artigo
Anterior Produtores com estatuto de agricultura familiar podem juntar-se em agrupamentos - Governo
Próximo Presidente do Governo dos Açores apela ao diálogo para distribuição justa na cadeia agroalimentar

Artigos relacionados

Últimas

Perspetivas mundiais sobre indicações geográficas – 6 a 9 de julho – Itália – ADIADA

Conferência organizada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) conjuntamente com o Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement (CIRAD) e tem como […]

Notícias florestas

Governo diz que não devemos dar pressa à natureza no Pinhal de Leiria

O secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território fez um balanço distinto destes últimos três anos dos ambientalistas e dos habitantes da região da […]

Dossiers

Não há grandes obstáculos a um equilíbrio e acordo sobre a PAC – ministra

A presidência portuguesa da UE não vê grandes obstáculos para ser alcançado um acordo sobre a Política Agrícola Comum (PAC) e está aberta a levar a debate no Conselho a novas […]