Município de Anadia já eliminou este ano mais de 260 ninhos de vespa asiática

Município de Anadia já eliminou este ano mais de 260 ninhos de vespa asiática

O Município de Anadia tem vindo a travar uma autêntica “guerra” contra a vespa velutina, mais conhecida por vespa asiática, nomeadamente no que se refere ao extermínio dos respetivos ninhos. Desde 2016, altura em que começaram a ser detetados os primeiros ninhos no concelho, até ao presente momento, o número de ninhos destruídos já ultrapassou a barreira do milhar.

Esta “praga” tem registado um aumento significativo, nos últimos dois anos, um pouco por todo o concelho, surgindo nos mais diversos locais, desde árvores a edificações.

No âmbito do “combate” à vespa asiática, o Município viu aprovada uma candidatura apresentada ao eixo de intervenção “Funções ecológicas, sociais e culturais da floresta” para apoiar a destruição dos ninhos de vespa velutina, pelo valor máximo de 10 mil euros.

Este financiamento visa apoiar os municípios na tarefa de deteção e destruição dos ninhos e colónias de vespa velutina, grande predador de abelhas e de outros insetos que, ao colocar em risco os recursos apícolas, surge como uma ameaça ao cumprimento, pelos espaços florestais, sensu lato, da imprescindível função ecológica e, por consequência, agrícola e económica, que é a polinização das plantas.

De referir que, no ano de 2018, o Município de Anadia eliminou 587 ninhos, sendo que no ano em curso, desde janeiro até ao final do mês de agosto, foram já destruídos 264. A Freguesia de Sangalhos tem sido a mais afetada, seguindo-se as Uniões de Freguesias de Arcos e Mogofores; Amoreira da Gândara, Paredes do Bairro e Ancas; e Avelãs de Cima.

A Câmara Municipal de Anadia deixa um apelo a todos os anadienses para que estejam atentos a esta situação e quando detetarem ou suspeitarem da existência deste tipo de ninhos devem imediatamente comunicar aos serviços camarários os locais onde os mesmos se encontram, através da Linha Verde 800 207 081 ou do email: geral@cm-anadia.pt. Uma das precauções a ter em conta é não mexer nos ninhos, devido a eventuais ataques por parte das vespas.

A vespa asiática é uma espécie predadora, proveniente de regiões tropicais e subtropicais do norte da India, do leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia, que ataca principalmente as abelhas.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Anterior GNR detém casal por suspeita de provocar fogo em Grândola
Próximo Queijo Serra da Estrela Velho DOP premiado no ‘Mondial du Fromage’

Artigos relacionados

Nacional

Pactos com seis clusters para acelerar exportações

Acelerar as exportações, a internacionalização e a formação dos recursos humanos. Estes são alguns dos objetivos que se pretendem atingir com a assinatura de pactos setoriais entre o Governo e seis áreas de atividade. […]

Últimas

Seminário “O recurso solo: relevância para Portugal” – 5 de dezembro – Oeiras

A 5 de dezembro de 2019 vai realizar-se nas instalações do INIAV, na Quinta do Marquês em Oeiras, o Seminário “O recurso solo: relevância para Portugal”. […]

Dossiers

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 16 a 22 Dezembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Milho Grão
Na presente campanha (2019-2020), em Portugal continental, registou-se uma estabilização da área semeada com milho, […]