Montiqueijo reconhecida como empresa Eco-Friendly

A Montiqueijo acaba de acrescentar um novo prémio ao seu palmarés. A produtora portuguesa de queijos, e única com a produção desde a origem, conquistou um novo Reconhecimento de Responsabilidade Social, Sustentabilidade e Reconhecimento de Práticas pela APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial. Esta é a segunda distinção consecutiva que a produtora recebe da APEE.

Vencedora na categoria “Objectivos de Desenvolvimento Sustentável – Produção e Consumo Sustentáveis”, a Montiqueijo tem vindo a implementar medidas para reduzir o impacto da sua actividade no ambiente e utilizar de forma eficiente os seus recursos, assumindo uma responsabilidade sócio-ambiental cada vez maior.

Filosofia eco-friendly

Há um ano, a sua filosofia eco-friendly foi também reconhecida pela mesma instituição no eixo de “Objectivos de Desenvolvimento Sustentável – Energias Renováveis e Acessíveis” graças ao sistema solar fotovoltaico instalado junto à fábrica.

“As preocupações ambientais estão na base da nossa gestão e procuramos soluções que nos permitam diminuir ao máximo a pegada de carbono. Este pensamento faz parte do ADN da empresa e temos como objectivo continuar a investir nesta estratégia em harmonização com os princípios da economia circular”, explica Dina Duarte, directora geral da Montiqueijo. “Estas distinções dão-nos ainda mais motivação para continuarmos a ajudar o Planeta”, conclui.

Promovida pela APEE desde 2015, esta iniciativa visa reconhecer boas práticas e modelos de governação de organizações dos sectores privados e público que contribuem para o desenvolvimento sustentável.

Da Região Saloia para o Mundo

A Montiqueijo – Queijos de Montemuro é uma empresa da região saloia, fundada em 1963 pelo casal Carlos e Ludovina Duarte, que tem conquistado o seu lugar no ramo dos lacticínios. A família Duarte iniciou a sua actividade com uma pequena queijaria para vender queijo fresco em Lisboa e rapidamente conseguiu impor-se, sendo actualmente umas das principais marcas portuguesas produtoras de queijo fresco, requeijão e queijo curado.

Reconhecida pela qualidade dos seus queijos frescos e requeijões, a Montiqueijo orgulha-se de ser a única marca do sector com o circuito completo do processo produtivo, ou seja, tem produção própria de leite para o fabrico dos seus produtos.

Para além da fábrica em Lousa (Loures), a empresa é proprietária de uma herdade em Canha (Agroleite) de onde advém todo o leite para a produção de queijos.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Relatório do IPCC é divulgado quarta-feira e alerta para futuro negro dos oceanos
Próximo A agricultura pode adaptar-se às alterações climáticas? A Agência Europeia do Ambiente responde

Artigos relacionados

Nacional

Pedrógão Grande: Associação das Vítimas teme que tragédia se repita

A presidente da Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande disse hoje que não “vive descansada” por temer que se volte a repetir a tragédia de 17 de junho de 2017, que provocou 66 […]

Nacional

O que deve ter em atenção quando se quer candidatar ao Portugal 2020

Qualquer intenção de obtenção de apoios por parte dos FEEI deve ser precedida de uma análise rigorosa das características do investimento a realizar e do respetivo promotor. […]

Dossiers

Empresas do setor das celuloses vão pagar taxa. Proposta do BE passa no Parlamento

O Bloco de Esquerda conseguiu o ok do Governo para incluir no Orçamento uma proposta de criação de uma contribuição das empresas do setor das celuloses. […]