Ministérios do Ambiente e Agricultura criam plano de avaliação das bacias hídricas do Alentejo

Ministérios do Ambiente e Agricultura criam plano de avaliação das bacias hídricas do Alentejo

A elaboração das bases do Plano Regional de Eficiência Hídrica do Alentejo já foram publicadas em Diário da República.

O despacho assinado pelo Ministro do Ambiente e pela Ministra da Agricultura e pela Secretária de Estado do Turismo, pretende criar um plano para avaliar as disponibilidades e os consumos hídricos atuais nas bacias do Sado, Guadiana e Mira. A prospeção de cenários que tenham em conta os efeitos das alterações climáticas também constam do despacho.

O despacho prevê ainda estabelecer horizontes temporais de eficiência hídrica para os principais usos (agrícola e urbano), identificando medidas a curto e médio prazo que promovem a reutilização da água tratada e a eficiência hídrica.

A elaboração deste despacho prende-se com o facto de nos últimos anos os índices de precipitação terem baixado na região do Alentejo, no ano hidrológico de 2018/2019, representaram apenas 50 % da precipitação média anual acumulada relativa ao período de 1971 a 2000.

A coordenação do plano fica a cargo da Agência Portuguesa do Ambiente, Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Campanário.

Comente este artigo
Anterior OE2020: PEV propôs e há "abertura" para reforço de pessoal na conservação da natureza
Próximo Cooperativa Agrícola de Boticas entrega subsídios aos criadores de pequenos ruminantes

Artigos relacionados

Nacional

Barragem do Pisão vai mesmo avançar

O empreendimento “promete beneficiar cerca de 110 mil pessoas nos 15 municípios de todo o Alto Alentejo” e será construído com um investimento de 120 […]

Últimas

Edição limitada de “O Melhor Azeite do Mundo” da Oliveira da Serra já está à venda

Vencedor da medalha de ouro no prémio internacional Mario Solinas, o Melhor Azeite do Mundo de Oliveira da Serra, já pode ser adquirido na loja O’live, […]

Últimas

Constituição de Áreas Integradas de Gestão da Paisagem (AIGP), até 15 de setembro de 2021

Para efeitos do previsto no Aviso do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) com o N.º 01/C08-i01/2021 “Áreas Integradas de Gestão da Paisagem (AIGP) […]