Mais de 200 bombeiros combatem fogo em Ovar. Circulação reaberta na A1

Mais de 200 bombeiros combatem fogo em Ovar. Circulação reaberta na A1

A circulação na autoestrada A1, entre os nós de Estarreja e Ovar, foi reaberta depois de ter estado cortada devido a um incêndio florestal, avançou a Brisa pelas 18h00 desta quinta-feira.

O fogo teve início às 12h49 e chegou a território contíguo do município de Santa Maria da Feira, mas pelas 16h15 estava confinado ao concelho de Ovar.

A combater as chamas estão 207 operacionais, com o apoio de 61 viaturas e oito meios aéreos.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), não há populações em risco, mas o fogo está a lavrar com alguma intensidade, devido às altas temperaturas que se fazem sentir na região.

Outro incêndio de grandes dimensões deflagrou esta quinta-feira no concelho de Ponte de Sor (Portalegre), com o combate às chamas a mobilizar cerca de 260 operacionais, apoiados por 72 veículos e sete meios aéreos.

Segundo a página de Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o fogo, para o qual foi dado o alerta às 13h28, atinge uma zona de povoamento florestal nas freguesias de Tramaga e Vale de Açor.

[notícia atualizada às 18h12]

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Por amor à vida
Próximo Janusz Wojciechowski pode ser o próximo comissário europeu da Agricultura

Artigos relacionados

Nacional

Portuguesa de 25 anos vence Prémio Europeu de Inovação

Sara Guimarães Gonçalves, da Trigger.Systems, acaba de conquistar o prémio EIT 2019, do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia, na categoria “Mulher”. […]

Últimas

Núcleo Regional dos Açores celebra protocolo para criação de Centro Integrado de Ecoterapia

O Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro celebrou um protocolo de cooperaçãocom a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, […]

Nacional

Governo cria linha de crédito de 1 milhão de euros para agricultores de Mogadouro afetados pelo granizo

Setecentos agricultores foram afetados em todo o concelho do Mogadouro. A linha de crédito terá quatro anos de duração e um ano de carência e vai financiar culturas afetadas pelo granizo. […]