Por amor à vida – Helena Freitas

Por amor à vida – Helena Freitas

A transição ecológica e a promoção da sustentabilidade é o caminho mais transformador, mais racional e mais inteligente que qualquer organização ou comunidade pode adotar e promover.

Há uma perceção generalizada de que nos aproximamos de um possível colapso ambiental cuja magnitude ameaça a própria sobrevivência da humanidade. Esta apreciação resulta em particular das alterações climáticas, mas também da brutal contaminação dos rios e dos oceanos, ou das situações extremas de seca e perda da produtividade agrícola em várias regiões do mundo. Sendo plausível um colapso de dimensão global, não se pode sustentar esse cenário no rigor de factos, pelo que prevalece a expectativa e a ditosa esperança que encontraremos soluções na ciência e na tecnologia, e que seremos capazes de adotar comportamentos mais responsáveis para a transição e para as escolhas que se exigem.

Uma leitura mais otimista do momento é de certo modo suportada pela História, que nos revela diversos episódios de pré-colapso que desencadearam uma reação reparadora por parte das sociedades que os viveram. No domínio do ambiente, destaca-se frequentemente o recente problema da destruição da camada de ozono, que justificou, há cerca de três décadas, o Protocolo de Montreal, numa reação convergente e comprometida com vista à resolução do […]

Continue a ler este artigo no Público.

Comente este artigo
Anterior Emprego: Cooperativa de Lacticínios da Ilha do Faial vai contratar mais um veterinário
Próximo Mais de 200 bombeiros combatem fogo em Ovar. Circulação reaberta na A1

Artigos relacionados

Sugeridas

CiB promove ação de formação sobre edição do genoma – 18 de novembro – Oeiras

Tal como em anos anteriores, o CiB-Centro de Informação de Biotecnologia vai realizar mais um workshop de formação para jornalistas e comunicadores de ciência […]

Últimas

The Role of Biodiversity in Vines in a changing climate

Esta Climate Talk abordará a forma como os produtores de vinho estão a gerir a biodiversidade nas suas vinhas, o seu papel e principais benefícios. Como sempre teremos à conversa produtores de […]

Últimas

Dias de campo sobre agricultura de precisão no Ribatejo e Alentejo

Está de volta o evento PRECISAMENTE. Nos dias 12 de Setembro, no Porto Alto, e 19 de Setembro, em Beja, a TERRAPRO vai demonstrar que a Agricultura de Precisão é acessível e fácil de aplicar em qualquer exploração agrícola e permite ser mais eficiente com menos recursos. […]