João Ponte: Produção de café nos Açores constitui mais valia económica que importa potenciar

João Ponte: Produção de café nos Açores constitui mais valia económica que importa potenciar

O secretário Regional da Agricultura e Florestas destacou hoje, na Ilha Terceira, as boas condições naturais e o interesse crescente dos produtores para produções subtropicais nos Açores, apontando o exemplo do café, considerando que constitui uma mais valia económica que importa potenciar.

“Somos a única região da Europa que tem condições para a produção de café, de ananás, entre outras produções subtropicais, o que constitui uma oportunidade de que importa retirar vantagem económica para os produtores, daí o apoio que o Governo dos Açores tem vindo a dar a este projecto”, referiu João Ponte, à margem de uma visita às instalações da Associação de Produtores de Café dos Açores (APCA), em Angra do Heroísmo.

O governante salientou que, nos últimos anos, houve um trabalho muito relevante da APCA no sentido de angariar novos sócios e estimular o surgimento de mais produtores, bem como se verificou um aumento da área de produção de café e manifestações de interesse por parte de várias entidades em estabelecer parcerias estratégicas, no sentido de reforçar o conhecimento de novas práticas e métodos produtivos, com vista ao apuramento da qualidade deste produto.

Cultura pode crescer

“Julgo que estão reunidas condições para que esta cultura possa crescer ainda mais nos Açores nos próximos anos, com resultados do ponto de vista económico para os produtores”, afirmou João Ponte, acrescentando que a produção de café nos Açores distingue-se pela sua singularidade, “por estar associado a uma imagem de sustentabilidade e isso, naturalmente, tem de ser transformado em mais valias para os produtores”.

O secretário Regional da Agricultura e Florestas salientou que os apoios que têm vindo a ser atribuídos à APCA, como a cedência das instalações ou o financiamento de equipamentos destinado à transformação do café, têm contribuído para dar um novo impulso a esta produção agrícola subtropical.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Regras excecionais e temporárias, aplicáveis às organizações de produtores e respetivas associações reconhecidas a nível nacional
Próximo Inscrições abertas para a Asia Fruit Logistica

Artigos relacionados

Últimas

Empresas agrícolas introduzem nova tecnologia na aplicação de fitofármacos

ADAMA, BASF, Corteva Agriscience, Nufarm e Syngenta uniram-se para melhorar a gestão de produtos fitossanitários na Europa e introduzir uma nova tecnologia de transferência fechada (CTS). […]

Dossiers

Florestas vão receber “centenas de milhões de euros” do Fundo de Recuperação Económica

O Programa de Transformação da Paisagem, os Condomínios de Aldeia, os territórios vulneráveis, a força de bombeiros especial do ICNF e, “eventualmente, até, os meios aéreos” de combate aos […]

Nacional

“A tecnologia vai tornar a comida ainda mais deliciosa”

Em 2050, prevê-se que o mundo tenha quase 10 mil milhões de pessoas. Isto quer dizer que será necessário aumentar a produção de alimentos em quase 50%, […]