João Ponte: novo Matadouro do Faial potencia criação de valor na fileira da carne

O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, 26 de Junho, na Horta, que os indicadores do sector da carne dão bem nota de que o investimento do Governo dos Açores na construção do novo Matadouro do Faial está a potenciar a criação de valor na fileira da carne.

“De Janeiro a maio deste ano, os abates de bovinos nos Açores cresceram 4,5%, enquanto na ilha do Faial esse crescimento foi de 12%, comparativamente com o período homologo do ano passado”, referiu João Ponte, acrescentando que, em termos de expedição de carcaças para fora dos Açores se registou um aumento de 19% no todo regional e de 29% só na ilha do Faial.

Evolução “muito positiva”

João Ponte, que falava à margem de uma reunião com a Direcção da Associação de Agricultores da Ilha do Faial, no âmbito da visita do Governo a esta ilha, considerou que esta evolução “muito positiva” comprova que o investimento no novo matadouro é importante e está a contribuir para o reforço da competitividade do sector da carne na ilha do Faial, pois criou “novas capacidades e novas condições de excelência” para que os produtores consigam aumentar os seus rendimentos.

Sala de desmancha concessionada

O secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou ainda que, dentro de sensivelmente um mês, será concessionada a um operador privado de fora da Região a sala de desmancha do Matadouro do Faial, proporcionando, assim, mais uma oportunidade para se diminuir o número de animais expedidos com vida para fora do arquipélago, deixando na ilha mais valias do ponto de vista do rendimento dos produtores, da valorização do produto, da criação de emprego e de mais riqueza.

O governante salientou que é preciso continuar a fazer mais e melhor pelo sector da carne para ultrapassar importantes desafios, destacando, desde logo, o reforço da ação da Centro de Estratégia Regional para a Carne dos Açores (CERCA), no sentido de se tomarem medidas, em conjunto com os diversos parceiros, para valorizar mais a carne dos Açores.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Grandes empresas ajudam a divulgar mudanças de comportamentos de risco dos incêndios rurais
Próximo Uma verdadeira política de proteção do ambiente

Artigos relacionados

Últimas

Pedido Urgente – Alimento para as Abelhas

O concelho de Tondela necessita de ajuda neste seguintes produtos:
– Açucar Branco
– Açúcar Amarelo
– Cera em Broa ou laminada
– […]

Últimas

Área de eucalipto vai diminuir em Portugal, diz secretário de Estado das Florestas

A área de eucalipto vai diminuir em Portugal, assegurou esta quarta-feira aos deputados o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, […]

Nacional

Opinião: Raças autóctones e alterações climáticas

[Fonte: Diário do Alentejo] Texto Claudino Matos, diretor-geral da ACOS – Associação de Agricultores do Sul

A produção animal contribui para as alterações climáticas e é, […]