João Ponte: Contamos com todos para a defesa de uma melhor proposta para a próxima PAC

O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, 6 de Fevereiro, em São Miguel, que os Açores contam com todos para a defesa de uma melhor proposta para a Política Agrícola Comum (PAC) no período 2021-2027, capaz de dar resposta aos desafios do sector e continuar a desenvolver a agricultura nos Açores.

“Estamos numa fase crucial da negociação da futura PAC para o período 2021-2027, de definição do envelope financeiro do POSEI, daí que a visita aos Açores da eurodeputada Isabel Carvalhais, nesta fase, é oportuna e muito importante, pois permite estabelecer um contacto directo com os agricultores, com as suas organizações representativas, bem como constatar o percurso de crescimento que foi feito e o que ainda é preciso fazer, que é fundamental para a defesa dos interesses dos agricultores e da agricultura dos Açores em Bruxelas”, salientou João Ponte.

Visita a uma exploração leiteira

O secretário Regional, que acompanhou Isabel Carvalhais na visita a uma exploração leiteira em processo de conversão para o modo de produção biológico, destacou que “os fundos comunitários foram, são e serão fundamentais para continuar a desenvolver o sector numa Região Ultra-periférica como os Açores, com elevados custos de produção”.

João Ponte frisou que o POSEI tem sido um instrumento financeiro essencial para compensar os agricultores pelos sobre-custos da produção, estimular o crescimento das produções, incentivar o aumento dos regimes de qualidade, ajudar a manter a actividade agrícola dos produtores mais pequenos, bem como para impulsionar a qualidade e a valorização das produções agrícolas.

“Estamos a trabalhar de forma empenhada pelo reforço da dotação do POSEI, tanto no plano nacional como no europeu, dada a importância deste programa para o desenvolvimento sustentável da agricultura na Região”, afirmou João Ponte, considerando que a actual dotação do POSEI, que se tem mantido constante, é insuficiente para atender ao crescimento verificado nas produções agrícolas e para compensar os aumentos dos custos de produção registados nos últimos anos.

O titular da pasta da Agricultura destacou ainda que os Açores são um bom exemplo de uma região onde as preocupações ambientais, com o bem-estar animal e com a sustentabilidade estão muito presentes nas políticas públicas, tal como preconiza a próxima PAC.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Propostas demagógicas e populistas constituem um efetivo ataque ao “mundo rural”
Próximo Corteva Agriscience™ e Nomisma apresentam estudo sobre controlo de insetos sugadores, na Fruit Logistica em Berlim

Artigos relacionados

Nacional

TOP 5 das notícias, mais lidas, da semana

As notícias mais lidas e partilhadas da semana. Para isso clique nas imagens.
1.Será que a floresta portuguesa precisa de reforma? […]

Últimas

Bióloga portuguesa ganha 1,5 milhões de euros para produzir cevada sustentável

Na Irlanda, Sónia Negrão recebeu uma bolsa de 1,5 milhão de euros no âmbito do prémio Líderes do Futuro na Investigação. A portuguesa quer […]

Últimas

Furacão Lorenzo – Açores – 6

Furacão LORENZO a caminho dos Açores
-> 6ª actualização.
**SITUAÇÃO DE RISCO EXTREMO**
O Furacão Lorenzo é neste momento um ciclone de categoria 2 posicionado a 1570km a sudoeste de Santa Cruz das Flores. […]