Inseticida com novo modo de ação para controlo de afídeos, cochonilhas e mosca branca

Inseticida com novo modo de ação para controlo de afídeos, cochonilhas e mosca branca

[Fonte: Lusosem] A Lusosem lançou este ano no mercado nacional uma nova solução inseticida para controlo de afídeos, cochonilhas e mosca branca. O CLOSER é formulado com uma substância ativa –  Isoclaste Active – de uma nova família química, já registada em 40 países e premiada pela sua Inovação.

As Reuniões de lançamento desta nova solução inovadora passaram pelo Ribatejo, Oeste, Algarve e Norte do país, abrangendo as diferentes culturas e registos para os quais o produto se encontra homologado, alcançando no seu total cerca de 300 participantes entre agricultores e técnicos do sector.

O Isoclast active (sulfoxaflor) é uma substância ativa desenvolvida pela Dow AgroSciences/Corteva e a única resultante de uma nova família química de inseticidas- as sulfoximinas. Controla de forma eficaz os insetos sugadores que afetam as culturas fruteiras, hortícolas e ornamentais, nomeadamente afídeos, cochonilhas e mosca branca.

Comercializada sob a marca CLOSER, esta solução inovadora alia um rápido efeito de choque a uma elevada persistência de ação, com impacto mínimo sobre a fauna auxiliar e o meio ambiente. Degrada-se rapidamente no solo.

No seu modo de ação destaca-se a interação única e complexa com os recetores nicotínicos de acetilcolina dos insetos, diferente da observada com os neonicotinóides. Controla os insetos atuando tanto por contato como por ingestão e apresenta um movimento translaminar nas folhas das plantas, deslocando-se através do xilema das mesmas, o que garante a sua prolongada persistência de ação.

Devido à sua estrutura química inovadora e à ausência de resistência cruzada com inseticidas de outros grupos químicos, o CLOSER é eficaz no controlo das populações de insetos resistentes e uma valiosa ferramenta para alternar em estratégias anti-resistências.

Em Portugal está homologado para controlo de afídeos e mosca branca em solanáceas (beringela, pimento, tomate), curcubitáceas e ornamentais, em estufa e ar livre; para controlo de cochonilhas e afídeos (Myzus persicae e Myzus cerasi) em prunóideas (cerejeira, pessegueiro, nectarina); para controlo de afídeos (E. lanigerum) e cochonilhas em pomóideas (macieira e pereira) e para controlo de afídeos e cochonilhas em citrinos.

O CLOSER é eficaz com baixas doses de substância ativa (200 a 400 cc/hectare) e está homologado para no máximo 2 aplicações por campanha, com intervalo de segurança de 7 dias.

Apesar de só agora chegar ao mercado português, o Isoclast active está autorizado em cerca de 40 países a nível mundial e já foi distinguido por duas vezes com prémios de Inovação reconhecidos internacionalmente. No ano 2014 foi um dos vencedores dos óscares da inovação R&D 100, que distinguem as 100 inovações com maior impacto na solução de problemas atuais em várias áreas de atividade económica. O outro prémio foi-lhe atribuído, também em 2014, pelos Agrow Awards, como melhor novo produto em proteção de culturas.

Comente este artigo
Anterior Falta de água no Alentejo já está num nível preocupante
Próximo Tremoço dos Andes- uma nova alternativa cultural com múltiplas utilizações

Artigos relacionados

Comunicados

Tecnologias Alltech certificadas por Carbon Trust ajudam a reduzir emissões de gases com efeito de estufa dos ruminantes

A Carbon Trust acaba de certificar duas tecnologias da Alltech pelo seu contributo para a redução das emissões de gases com efeito de estufa: o aditivo alimentar Mycosorb A+ e os equipamentos de alimentação automática (unifeeders) da marca KEENAN , ambos utilizados por produtores de bovinos em todo o mundo. […]

Dossiers

La peste porcina africana sigue avanzando en la Unión Europea

Tal y como ha publicado Cazavisión, los avances de la peste porcina africana (PPA) han sido confirmados por las autoridades alemanas tras la […]

Cotações PT

Cotações – Ovinos e Caprinos – Informação Semanal – 15 a 21 Abril 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Ovinos
As cotações médias nacionais dos borregos analisados, de <12 Kg (+10 cêntimos / Kg), […]