Inovação e tecnologia na produção de alimentos – António Lopes Dias

Inovação e tecnologia na produção de alimentos – António Lopes Dias

Este é o tema dos Simpósios Anipla 2017, com o primeiro já realizado, no dia 23 de Março, no Porto, e o próximo realizar no dia 30 de Março (Lisboa, Hotel Sana Metropolitan).

Com este tema fazemos jus à nossa assinatura: “para quem pensa a agricultura”. Procuramos nestes dois eventos lançar uma abordagem abrangente da missão da actividade agrícola, das suas contingências e das suas necessidades.

A importância económica do sector, que se revela cada vez mais visível e assertiva, consolida um profissionalismo crescente dos operadores económicos. Mas também alarga a responsabilidade, quer na forma sustentável como é exercida a actividade, quer no aspecto social, factor de extrema relevância no mundo rural.

A sustentabilidade, que passa por uma maior capacitação dos intervenientes, através da intensificação da formação e da sensibilização sobre as medidas a tomar para mitigar os riscos associados à própria actividade. Mas não só. Integra ainda a preservação dos recursos naturais, que são parceiros de inestimável utilidade, principalmente se formos capazes de os utilizar e potenciar, com a contribuição da investigação, da ciência e das tecnologias que formos sendo possibilitados de desenvolver e aperfeiçoar.

Tudo isto com uma única, mas nobre, finalidade. Alimentar, vestir e energizar o mundo disponibilizando produtos agrícolas na quantidade necessária, seguros e de qualidade, com a diversidade exigida e a custos acessíveis.

Decididamente, e como afirmou recentemente o Comissário Europeu Carlos Moedas, a política tem que confiar na ciência e não ter medo de tomar decisões com base nos resultados e conclusões da investigação científica. Diríamos, o poder político tem que aceitar a evidência científica, mesmo quando os factos da ciência não estão em linha com as suas ideologias.

A agricultura não pode sobreviver sem ciência e tecnologia, numa economia global em relação à qual precisamos de nos movimentar de forma muito rápida só para, pelo menos, nos mantermos no mesmo sítio.

António Lopes Dias

Director Executivo da Anipla

 

Comente este artigo
Anterior El cava español logra en terceros países frenar la caída del consumo en el mercado europeo e interior
Próximo Caixa Capital investe 100 mil euros em start-up com plataforma para produtores de bovinos

Artigos relacionados

Eventos

IV Gala Viva frutas e Legumes de Portugal – 16 Novembro 2017 – CNEMA,Santarém

O COTHN (Centro Operativo Tecnológico Hortofrutícola Nacional) irá realizar no próximo dia 16 de Novembro a IV Gala Viva “Frutas e Legumes de Portugal”, nos Claustros do Centro Nacional de Exposições  e Mercados Agrícolas (CNEMA) em Santarém. Esta cerimónia decorre das Galas realizadas em 2007, 2010 e 2014 e este ano conta com a especial colaboração da revista Frutas, […]

Nacional

OMAIAA debate o acordo comercial entre a UE e o Canadá – 26 de Setembro 2017 – Lisboa

O Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares organiza seminário sobre o acordo comercial entre a UE e o Canadá. Assunto atual e com implicações para o setor agrícola e agroalimentar português, o CETA é um acordo revestido de singular importância.
Com a aprovação do Acordo Económico e Comercial entre a União Europeia e o Canadá, […]

Últimas

Ana Teresa Lehmann sai da InvestPorto para nortear a Indústria

Ana Teressa Lehmann vai trabalhar de perto com Caldeira Cabral.

A nova secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, vai herdar as pastas das ‘startups’ e da Web Summit, os principais dossiês do seu antecessor, João Vasconcelos.

No currículo, Ana Teresa Cunha de Pinho Tavares Lehmann conta com o cargo de directora da InvestPorto (de 2014 a 2017), […]