Informação projecto H2020 IoF2020

Informação projecto H2020 IoF2020

A Internet das Coisas cada vez mais próxima da sua mesa

O  projeto Internet of Food & Farm 2020 (IoF2020, www.iof2020.eu) investiga e promove a implementação em grande escala da Internet das Coisas (IoT) no sector agrícola e alimentar Europeu. Com um orçamento de 34.7 milhões de euros, cofinanciados pelo União Europeia, o projeto visa impulsionar uma mudança de paradigma neste domínio, melhorando drasticamente a produtividade e a sustentabilidade. O projeto demonstrará o valor acrescentado de redes digitais inteligentes de objetos, com noção de contexto e que podem ser identificados, detetados e controlados remotamente no setor agroalimentar. O projeto teve inicio em Janeiro de 2017 e terá uma duração de quatro anos.

IoF2020: 5 ensaios piloto, 19 casos de estudo

 A Internet das Coisas (IoT) tem o potencial de criar uma verdadeira mudança na agricultura. Iniciativas recentes mostraram o interesse do setor em aproveitar as oportunidades oferecidas pelas tecnologias de informação e comunicação, redes e tecnologias orientadas aos dados. No entanto, as aplicações disponíveis atualmente são incompletas e são principalmente utilizadas por um pequeno grupo de pioneiros.O projeto IoF2020 irá fornecer soluções e facilitar a adoção em larga escala da IoT, abordando os desafios organizacionais e tecnológicos que o sector agrícola e alimentar europeu enfrenta atualmente. A IoT pode, por exemplo, ser utilizada para melhorar a qualidade da carne na EU também minimizando as possibilidades de fraude através do aumentando da transparência e rastreabilidade. Outro exemplo: no total, o sector vitivinícola da UE tem a maior percentagem das receitas agrícolas da EU; para acompanhar a concorrência internacional, tanto na viticultura convencional como orgânica, as tecnologias IoT podem ser utilizadas para obter maior qualidade e sustentabilidade ambiental, juntamente com a diminuição dos custos de produção. Através de 19 casos de uso espalhados por toda a Europa, o projeto oferece soluções para 5 áreas agroalimentares: lavoura, laticínios, carne, hortícolas e fruta, levando em conta as suas próprias necessidades, desafios e obstáculos.

Uma abordagem iterativa envolvendo as múltiplas partes interessadas, com os utilizadores finais em mente

O projeto IoF2020 envolve todas as partes interessadas na cadeia alimentar: agricultores, cooperativas, fornecedores de equipamentos e logística, empresas de processamento de alimentos, representantes dos consumidores, e inclui fazedores de Tecnologias de Informação e Comunicação (software e hardware).

O projeto desenvolverá soluções IoT inovadoras, promovendo a cocriação em ciclos de melhoria iterativa com foco na aceitação do utilizador e modelos de negócios para aumentar o nível de adequação tecnológico e de mercado. Os utilizadores finais, no centro do modelo IoF2020, participarão na avaliação e aperfeiçoamento das tecnologias em questão, assegurando que cumprem os requisitos e as expectativas do sector.

Forte enfoque na comunicação e no envolvimento das partes interessadas

O IoF2020 aspira criar um ecossistema para a aplicação de longo prazo das tecnologias da Internet das Coisas. A promoção do diálogo com as partes interessadas e a disponibilização de informação atempada sobre os progressos e os resultados alcançados está, portanto, no centro das atividades de comunicação dos projetos.

Para envolver e informar a audiência interessada e o público em geral, o consórcio implementará várias ferramentas ao longo de todo o projeto, tais como, newsletters trimestrais, um site interativo, comunicação através das redes sociais, infográficos, vídeos, briefings regulares, eventos abertos, entre outros.

George Beers, Gestor de Projetos na Universidade de Wageningen e Coordenador do Projeto IoF2020: “O projeto IoF2020 não trará apenas a Internet das Coisas para o setor agroalimentar, mas também terá como tremendo objetivo fornecer tecnologias que atendam às necessidades de toda a cadeia de valor e dos utilizadores finais e reforçá-los para os desafios do futuro. Juntamente com as 71 entidades envolvidas, acreditamos que o IoF2020 tem o potencial de conduzir a uma mudança de paradigma na forma como os alimentos são produzidos na Europa, do campo ao prato, e contribuir para reforçar a competitividade e a excelência Europeia nesta área”.

Participação Portuguesa no projeto IoF2020 através da empresa UNPARALLEL

A participação de Portugal no projeto IoF2020 é assegurada pela UNPARALLEL Innovation, Lda (www.unparallel.pt). A UNPARALLEL é uma PME tecnológica Portuguesa que tem por missão trazer novas soluções para o mercado, utilizando conhecimentos diferenciados e tecnologias maduras resultantes de uma forte aposta em Investigação, Desenvolvimento tecnológico e Inovação (I+D+I). A empresa dedica-se à conceção de tecnologias avançadas (hardware e software) e consultoria de elevado valor acrescentado na área das Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica (TICEs) como um enfoque principal em aplicações para a Internet das Coisas.

No projeto IoF2020, a UNPARALLEL contribui no desenvolvimento de um catálogo de tecnologias para a Internet das Coisas, e como base neste, no desenvolvimento de componentes reutilizáveis para utilização genérica e específica nos casos de uso do projeto. A UNPARALLEL participa ainda na elaboração de guias e abordagens para a utilização da arquitetura tecnológica comum a todo o projeto considerando, em particular, os aspetos de interoperabilidade e integração de sistemas. A UNPARALLEL atua também como ponto de ligação do projeto à comunidade Portuguesa relacionada com a Internet das Coisas e aplicação destas ao sector agroalimentar.

Importa notar que o projeto reservou um financiamento de 6 milhões de Euros para chamadas abertas (‘open calls’), onde outras entidades nacionais – do domínio agroalimentar ou tecnológico –poder-se-ão juntar ao projeto para explorar novos casos de uso complementares àqueles do projeto ou então estender o âmbito dos casos já existentes. A chamada está prevista abrir no mês de Julho’2018 e fechar em Dezembro’2018, com a execução dos trabalhos a arrancarem no início de 2019.

Bruno Almeida, sócio fundador da UNPARALLEL: “O mercado da Internet das Coisas encontra-se num crescimento vertiginoso, o que se reflete num conjunto alargado de oportunidades de negócio nas mais variadas áreas de aplicação incluindo no sector agrícola e alimentar. O projeto IoF2020 será um grande demonstrador de inovação da Internet das Coisas no sector do agroalimentar na Europa, com projeção a nível mundial. O projeto terá impactos muito significativos no sector e desenvolvimentos tecnológicos com grande potencial de aplicação noutras áreas e exportação internacional. A UNPARALLEL tem grande interesse na participação no IoF2020 para aumentar/melhorar a sua linha de produtos e serviços para a IoT”.

 Notas aos Editores:

 Sinopse de fatos importantes:

  • Programa e Instrumento: Horizonte 2020, Liderança Industrial, IOT-01-2016;
  • Orçamento total do projeto: 34,7 milhões de Euros;
  • Contribuição da União Europeia: 30 milhões de Euros;
  • Duração do projeto: 4 anos, 2017-2020;
  • Consórcio de projeto: 71 entidades;
  • Participação Portuguesa: 1 empresa – UNPARALLEL Innovation, Lda;
  • Ensaios piloto: 5 nas áreas da lavoura, hortícolas, fruta, carnes e laticínios contemplando 19 casos de uso.

Contactos:

Comunicação do projeto – Mr. Quentin Galland

Schuttelaar & Partners

Brussels, Belgium

+32 494 55 19 24

quentin.galland@schuttelaar-partners.com

Coordenação do projeto – Dr. George Beers

Wageningen University & Research

Wageningen, The Netherlands

+31 70 335 8337

George.beers@wur.nl

Contacto Português – Eng. Bruno Almeida

UNPARALLEL Innovation, Lda

Rua dos Inventores, Madan Parque, Sala 0.04

2825-182 Caparica, Portugal

+351 210 438 641

info@unparallel.pt

Comente este artigo
Anterior Campanha agrícola de 2016 com quebra de 30% na azeitona para azeite e mínimos nos cereais
Próximo Las legumbres y hortalizas frescas, un 18% más caras que el año pasado

Artigos relacionados

Comunicados

ISA: Questionário sobre os espaços florestais da região da Beira Interior Norte.

Investigadores do Instituto Superior de Agronomia estão a conduzir um questionário sobre os espaços florestais da região da Beira Interior Norte.
Se conhece a Região e tem conhecimento/experiência sobre formas de diminuir a susceptibilidade dos ecossistemas florestais desta área aos incêndios envie-nos o seu email e área de formação por mensagem privada ou para anamartinspinheiro@outlook.com e ser-lhe há enviado um link para poder participar. […]

Últimas

InovMilho – Mais formação e conhecimento para os produtores de milho

A Estação Experimental António Teixeira, em Coruche, é oficialmente desde 26 de Setembro, um centro de formação e transferência de conhecimento para a cultura do milho. Novas tecnologias, como a taxa variável de sementeira ou a rega gota-a-gota enterrada, estão a ser testadas neste centro dinamizado pela ANPROMIS, […]

Comunicados

Crédito Agrícola apresenta apoio a jovens empreendedores – “Se tens ideias diferentes, precisas do banco que te acompanha”

Transformar ideias em negócios, dar sustentabilidade a projectos novos e inovadores, contribuindo assim para estimular a economia regional e nacional, é um dos objectivos do Crédito Agrícola.
A nova campanha proporciona aos jovens empreendedores a oportunidade de concretizarem os seus projectos, economicamente viáveis, através do acesso a linhas de financiamento com bonificação nas taxas de juro e no preçário em vigor. […]