Hortofruticultura – Polimax

Hortofruticultura – Polimax

Polimax – Promoção e aumento da eficiência da Polinização entomófila em macieiras, pereiras e cerejeiras

Parceiros

Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional

Federacao Nacional dos Apicultores De Portugl (FNAP)

Cooperfrutas – Coop Produtores Fruta e Prod Horticolas de Alcobaca Crl

Pinus Verde Associação de Desenvolvimento Integrado da Floresta

Cerfundão Embalamento e Comercialização de Cereja da Cova da Beira, Lda

Campotec In – Cons. e Transformação de Hortofrutícolas, SA

Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária I

Resumo

Promover o processo de Polinização entomófila como forma de aumentar o rendimento da produção agrícola, obtendo-se frutos, com sementes, de valor acrescentado devido à sua qualidade nutricional, capacidade de conservação e resistência a inimigos.

Descrição dos objetivos visados

– Analisar o efeito da colocação de diferentes densidades de insectos polinizadores;

– Analisar em que condição se pode intensificar a sua atividade;

– Analisar compatibilidade do pólen de variedades polinizadoras mais recentes de forma a construir uma matriz de recomendação de quantidades e distribuição de variedades polinizadoras;

– Analisar efeito da colocação de agentes polinizadores na produtividade;

– Analisar efeito da colocação de agentes polinizadores na forma do fruto (maçãs e pêras);

– Analisar efeito da colocação de agentes polinizadores na extensão do período de conservação e resistência a problemas fisiológicos;

– Analisar efeito da colocação de agentes polinizadores na redução da aplicação de produtos hormonais para vigamento
– Analisar a possibilidade de aumentar a biodiversidade pela colocação de polinizadores entomófilos naturais;

Resultados previstos

– Regularizar/normalizar o tamanho e calibre dos frutos;

– Aumento da resistência a doenças e pragas;

– Aumentar a capacidade intrínseca de conservação;

– Aumento do rendimento agrícola da produção;

– Aumentar os níveis de segurança alimentar, diminuindo também a dependência de fitofármacos;

– Sensibilização dos produtores para práticas agrícolas que promovam a acção dos polinizadores entomófilos;

– Pretende-se atingir níveis superiores de qualidade dos frutos através da promoção da polinização entomófila. Bem como, atingir níveis superiores de rendimento agrícola destes pomares;

– Confirmação da vantagem da polinização entomófila, relativamente à utilização de outras práticas culturais;

– Manual com as principais práticas de conservação da biodiversidade com o objectivo de aumentar a polinização entomófila;

– Modelo de colmeias para polinização, mais leves e facilmente transportáveis, a disponibilizar pelos apicultores ou associações com a validação da FNAP.

Acrescem ainda alguns resultados indiretos não mensuráveis, tais como:

– Aumento do rendimento da produção apícola;

– Promoção de uma maior produção de mel monofloral;

– Aumentar o potencial das colónias (aumentar o número de efetivos)

– Promover a biodiversidade de polinizadores entomófilos naturais.

Este grupo operacional pretende divulgar boas praticas conjuntas de apicultores e fruticultores no sentido de valorizar o serviço de polinização de fruteiras pelas abelhas e outros polinizadores, ou seja validar uma tecnologia de polinização dirigida.

→Consulte o site do projeto Polimax aqui←

Comente este artigo
Anterior Cientistas alertam para falta de regulamentação na utilização de abelhões polinizadores nas estufas
Próximo Viticultura - VISCA

Artigos relacionados

Últimas

Brasil/Eleições: Bolsonaro pondera desistir da fusão dos ministérios da Agricultura e Meio Ambiente

[Fonte: Diário de Notícias]
O Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que pode desistir de sua intenção de fundir os ministérios da Agricultura e Meio Ambiente, decisão que gerou críticas de ambientalistas e produtores rurais.
“Pode ser que permaneçam os dois ministérios, […]

Sugeridas

Regime de apoio associado – Prémios animais

[Fonte: IFAP]
O formulário para manifestação de intenção de candidatura aos prémios por vaca em aleitamento, por vaca leiteira e por ovelha e cabra, ano de 2018, encontrou-se disponível até 31 de dezembro de 2017.
Para além desta data, é possível a apresentação tardia do pedido durante mais 25 dias (até 25 de janeiro) com penalização regulamentar de 1% por cada dia útil. […]

Comunicados

Glifosato – Licença renovada por cinco anos

A União Europeia decidiu, ao início da tarde de hoje, a renovação da licença para a utilização do glifosato na agricultura do espaço comunitário por cinco anos, com o voto positivo de 18 estados membros, e nove votos contra. Portugal manteve a abstenção.