“Hoje estamos ajustados aos desafios modernos”

“Hoje estamos ajustados aos desafios modernos”

Benvindo Maçãs, diretor da Estação Nacional de Melhoramento de Plantas

Na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas temos o grande desafio tecnológico de ajustarmos os nossos programas às novas ferramentas moleculares e de biotecnologia. Por via de uma reorganização do INIAV hoje as nossas equipas integram pessoas que estão noutros locais e que trouxeram essas ferramentas, como acontece num programa financiado pelo Alentejo 2020, o FASTBREED, cujo propósito é a implementação de um programa de melhoramento de variedades de trigo com base em seleção genómica. Significa isso que estamos a apressar o melhoramento e que com acesso a essas tecnologias o desenvolvimento de uma nova variedade de trigo pode passar a demorar menos cinco ou seis anos.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Brasil suspende exportação de carne bovina para a China após caso de "vacas loucas"
Próximo “É consensual que os bioestimulantes são uma das armas futuras para o desenvolvimento agrícola”

Artigos relacionados

Últimas

Jerónimo Martins financia em cinco milhões de euros um projeto de reflorestação em Arganil

O grupo Jerónimo Martins vai financiar em cerca de cinco milhões de euros um projeto de reflorestação com espécies autóctones de 2.500 hectares de […]

Últimas

É importante «uma agricultura e um território rural sustentáveis»

[Fonte: Governo] A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, destacou a importância de uma agricultura e um território rural sustentáveis. […]

Últimas

Jovens Agricultores defendem “discriminação positiva” do interior

Associação dos Jovens Agricultores defende revisão da carga fiscal e dos gastos com a Segurança Social de forma a promover “discriminações […]