Brasil suspende exportação de carne bovina para a China após caso de “vacas loucas”

O Ministério da Agricultura brasileiro informou na segunda-feira a suspensão de exportações de carne bovina para a China, devido a um caso da doença de “vacas loucas” detetado no estado do Mato Grosso.

Um porta-voz da pasta da Agricultura disse que a suspensão das exportações foi implementada automaticamente, depois de o caso de ‘encefalopatia espongiforme bovina’ ter sido confirmado. Este passo é exigido pelo acordo bilateral firmado entre os dois países. “No caso da China, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil suspendeu temporariamente a emissão de certificados sanitários até que a autoridade chinesa conclua a sua avaliação das informações já transmitidas sobre o episódio, cumprindo-se, assim, o disposto no protocolo bilateral assinado em 2015”, afirma a tutela num comunicado publicado na sua página na internet.

A China é o principal parceiro comercial do país sul-americano. A porta-voz do Ministério, Regina Peres, disse que o caso foi detetado sexta-feira no Estado do Mato Grosso e que este não tem origem em alimentos contaminados. Regina Peres eliminou a possibilidade de contaminação em larga escala, afirmando que as exportações devem recomeçar “rapidamente”. O Ministério afirmou em comunicado que a Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) encerrou a sua investigação sobre o caso na segunda-feira sem alterar o estatuto sanitário do Brasil.

“Examinada a notificação da ocorrência pela Organização Internacional de Saúde Animal, este órgão determinou o encerramento do caso sem alteração do estatuto sanitário brasileiro, que segue como risco insignificante para a doença”, declarou.

A bolsa de São Paulo caiu na segunda-feira 0,01% no final do dia, e o seu Ibovespa (indicador do desempenho médio das ações no Brasil) ficou em 97,020 pontos, apesar das más notícias para o setor das carnes, depois da confirmação do caso de “vaca louca”. As grandes empresas do setor de carnes lideraram as perdas, depois do Governo brasileiro ter suspendido temporariamente as exportações de carne bovina para a China.

Diante da suspensão das exportações, os papéis ordinários da empresa de carne Marfrig desceram 4,25%, enquanto que os da companhia JBS reduziram 2,93%.

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Comente este artigo
Anterior Centrais solares flutuantes nas barragens permitem a Portugal cumprir metas de renováveis
Próximo “Hoje estamos ajustados aos desafios modernos”

Artigos relacionados

Nacional

José Maria da Fonseca e Destilaria Levira doam 5 mil litros de álcool gel a instituições de saúde e solidariedade

A produtora de vinhos azeitonense José Maria da Fonseca em parceria com a Destilaria Levira vão produzir 5.000 litros de álcool gel para doarem a instituições de saúde, […]

Nacional

Dentro da primeira fábrica de canábis medicinal em Portugal

[Fonte: Observador] Seguranças, arame farpado, laboratórios e milhares de plantas em estufas. Primeira fábrica de canábis medicinal do país fica em Cantanhede, […]

Sugeridas

Agro-ambientais: Presidente da AA Campo Branco satisfeito com recuo do Governo

O presidente da Associação de Agricultores do Campo Branco (AACB) aplaude o recuo do ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque […]