Grupo RAR vende estufas de tomate

Grupo RAR vende estufas de tomate

O Grupo RAR, que detém a marca Vitacress, vendeu as suas estufas de tomate em Portugal e Espanha e irá dedicar-se ao negócio das saladas e das ervas aromáticas. De acordo com o Jornal de Negócios, o negócio do açúcar tem tido prejuízos, levando a holding a alienar as suas explorações de tomate em Alcochete e Marbella para gerar cash flow.

A empresa já tinha apostado na produção de tomate em 2013, uma experiência que acabou por não ser bem-sucedida, mas na qual voltou a investir há três anos com a integração destas explorações que agora foram vendidas.

Em Portugal, a companhia vai continuar a cultivar folhas de salada, agrião e ervas aromáticas frescas no Alentejo e no Algarve, unidades que complementam as explorações em Espanha e Inglaterra.

Em 2018, o Grupo RAR registou um aumento de 3,6% no volume de negócios, com o EBITDA a situar-se nos 63 milhões de euros. O resultado líquido subiu para 9,8 milhões de euros e as vendas líquidas consolidadas ultrapassaram os 785 milhões de euros. De acordo com o Jornal de Negócios, a Colep continua a ser a empresa mais significativa dentro do Grupo RAR, com um peso de 55% nas vendas.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Conservacionistas lançam aliança ibérica para salvar o Montado
Próximo O que é que a Mercadona vai fazer de diferente na relação com os produtores?

Artigos relacionados

Dossiers

O Canadá pode ser aqui – Paulo Pimenta de Castro

Sem uma intervenção séria, rápida e musculada no território, podemos, muito em breve, viver novamente um cenário próximo ao de 2017, ou ao de Julho de 2021 do noroeste da […]

Últimas

Dia Mundial do Leite Escolar – 25 de setembro de 2019

Celebrar o Dia Mundial do Leite Escolar oferece a oportunidade das escolas de todo o país lembrarem os benefícios do leite para a saúde das crianças em idade escolar. […]

Nacional

Portugueses são dos europeus mais preocupados com o impacto ambiental daquilo que comem

Pelo menos 87% dos portugueses concordam que devemos consumir alimentos mais amigos do planeta. Os europeus em geral, e os portugueses em particular, têm consciência […]