Governo vai pagar a proprietários para arrancarem eucaliptos

Governo vai pagar a proprietários para arrancarem eucaliptos

Primeira fase do Programa de Remuneração dos Serviços de Ecossistemas em Espaços Rurais avança segunda-feira nas áreas piloto da Serra do Açor e do Parque Natural do Tejo Internacional, duas áreas que a tutela considera paradigmáticas dos problemas que a floresta enfrenta em Portugal.

Mesmo na recta final da legislatura, o Governo vai assinalar com 3,7 milhões de euros a forma como quer promover uma alteração estrutural na ocupação e gestão dos espaços rurais, incluindo áreas florestais. Reconhecendo que esta transformação não será possível sem investimento público, o Fundo Ambiental vai financiar os produtores florestais que arranquem os eucaliptos de baixa produção em 500 hectares do Parque Nacional do Tejo Internacional e avancem para uma reflorestação com espécies autóctones, nomeadamente montado de sobro e azinheira. Da mesma forma, e dentro do mesmo instrumento, vai apoiar a recuperação de uma parte da área florestal ardida em 2017 na Serra do Açor, promovendo uma reorganização da propriedade e uma gestão mais profissional da floresta.

O artigo foi publicado originalmente em Público.

Comente este artigo
Anterior A política florestal explicada em futebolês - Paulo Pimenta de Castro
Próximo “A transformação de solos que é necessária não se faz sem investimento”

Artigos relacionados

Sugeridas

Investigadora portuguesa tem melhor tese em temas agrícolas

Carla Sofia Santos, investigadora da Escola Superior de Biotecnologia da Católica no Porto, tem a melhor tese de doutoramento em temas agrícolas da Península Ibérica. […]

Últimas

Apicultores devem proceder à declaração anual de existências até dia 30

O Edital da atividade apícola (Declaração de Existências), publicado pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, informa que os apicultores devem proceder à declaração anual de existências de 1 a 30 de setembro de 2019. […]

Últimas

Estatuto do Jovem Empresário Rural com 351 títulos atribuídos até maio

O Governo recebeu, até ao início da semana passada, 366 candidaturas ao Estatuto do Jovem Empresário Rural, tendo sido atribuídos 351 títulos e […]