Governo aprova Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, que propõe abate de 50% dos bovinos

O Conselho de Ministros aprovou hoje, 6 de Junho, assinalando o Dia Mundial do Ambiente, o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, através do qual é adoptado o compromisso de alcançar a neutralidade carbónica em Portugal até 2050, o que se traduz num balanço neutro entre emissões de gases com efeito de estufa (GEE) e o sequestro de carbono pelo uso do solo e florestas.

Relembre-se que as propostas do Roteiro deram polémica entre os agricultores depois do ministro do Ambiente e Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, anunciar a intenção reduzir entre 30% e 50% a produção de carne de vaca até 2050 (ver aqui). Uma proposta que já recebeu a proposta do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos.

Veículos de zero emissões para o Estado

O Conselho de Ministros aprovou ainda a resolução que contempla a aquisição e locação de veículos de zero emissões por parte de sector empresarial do Estado, contribuindo para a descarbonização das frotas das empresas públicas.

“Dá-se, assim, mais um passo no sentido de reduzir as emissões nacionais de gases com efeito de estufa entre 45% e 55% até 2030, devendo o sector dos transportes contribuir com uma redução de 40%”, diz o comunicado do Conselho de Ministros.

Já no âmbito da economia circular, foram aprovados:

  • A decreto-lei que estabelece o regime jurídico de produção de água para reutilização, obtida a partir do tratamento de águas residuais, bem como da sua utilização, por forma a promover a sua correta utilização e evitar os efeitos nocivos para a saúde e para o ambiente. Face ao consumo crescente de água, a que acresce a frequência e intensidade das secas, a reutilização constitui uma origem alternativa, contribuindo para o uso sustentável dos recursos hídricos, na medida em que permite a manutenção de água no ambiente e a respectiva preservação para usos futuros (aprovação na generalidade).
  • A resolução que altera a composição do Grupo de Coordenação do Plano de Acção para a Economia Circular (PAEC). Pretende-se assegurar uma maior estabilidade na designação dos representantes das diferentes áreas e imprimir maior eficácia no acompanhamento das orientações previstas no PAEC.

Ver também:

Roteiro para a Neutralidade Carbónica, que prevê a redução até 50% de bovinos, está em consulta pública

Já leu o Roteiro para a Neutralidade Carbónica que quer eliminar 50% das vacas?

Roteiro para a neutralidade carbónica: Portugal vai ter de reduzir produção de bovinos em 30% até 2050

Saiba tudo sobre o Roteiro aqui.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Criadores de novas variedades de uva formam aliança contra culturas ilegais
Próximo Corteva Agriscience quer reforçar posição em Portugal. E vai estar na FNA 2019

Artigos relacionados

Últimas

Feira da Caça de Mértola arranca a 25 de Outubro

A décima edição da Feira da Caça de Mértola realiza-se de 25 a 27 de Outubro, um evento que continua a promover as potencialidades cinegéticas do concelho e a mostrar a importância desta actividade na valorização do território e da biodiversidade. […]

Últimas

Ambiente chumba proposta para instalar viveiro de dez hectares de ostras na ria Formosa

Os viveiristas e mariscadores opõem-se ao licenciamento de mais um viveiro de ostras na ria Formosa pelo risco ambiental que representa. […]

Últimas

Disponível newsletter InfoAnimar de setemebro de 2020

A Associação Animar publicou a sua Newsletter InfoAnimar de setembro de 2020 que destaca a 2ª edição do Curso de Gestão de Entidades de Economia Social que se vai realizar em regime e-learning, […]