Corteva Agriscience quer reforçar posição em Portugal. E vai estar na FNA 2019

A Corteva Agriscience, recentemente tornada empresa independente 100% agrícola, marca presença como main sponsor na Feira Nacional de Agricultura – FNA 19, que decorre de 8 a 16 de Junho, no CNEMA (Centro Nacional de Exposições), em Santarém, num momento muito importante para a empresa.

A Corteva Agriscience tem como principal objectivo expandir a sua actuação no mercado nacional e garantir a assessoria técnica aos agricultores na sua actividade produtiva.

Por ano, mais de 3.000 agricultores portugueses são já apoiados pela assessoria técnica da Corteva Agriscience e este número pretende ser aumentado para um valor que ronde os 5.200 agricultores nas diferentes áreas produtivas, com especial destaque para as culturas do milho, vinha e olival.

Com o objectivo de promover as suas três grandes áreas de negócio: tecnologia aplicada a sementes, protecção das culturas e soluções digitais para a agricultura, a Corteva Agriscience, que recolheu a herança de 15 anos a marcar presença na Feira Nacional de Agricultura, estará igualmente presente este ano, “reforçando assim o seu compromisso com o mercado nacional enquanto marca líder e 100% independente”, refere um comunicado da empresa.

Stand na zona exterior do recinto

O stand da Corteva Agriscience estará localizado na zona exterior do recinto, em frente à área da marca de cultivo de sementes da Pioneer.

Ao longo dos seus 100m2 os visitantes podem conhecer, junto da equipa técnica especializada, as soluções da marca para a protecção de cultivos e sementes e a suas capacidades de assessoria técnica aos agricultores suportadas por elevadas ferramentas digitais.

Líder nas sementes

Em Portugal, a Corteva Agriscience é a empresa líder no desenvolvimento e comercialização de sementes para as grandes culturas anuais, com destaque para o milho. Corteva Agriscience tem como principal objectivo expandir a sua actuação no mercado nacional e garantir a assessoria técnica aos agricultores na sua actividade produtiva.

“Desta forma, oferece aos consumidores portugueses os melhores produtos e assegura um futuro de qualidade às gerações vindouras através de uma agricultura sustentável”, acrescenta o mesmo comunicado.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Governo aprova Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, que propõe abate de 50% dos bovinos
Próximo Açores recebe Assembleia das Regiões Europeias Vitícolas a 12 de Junho

Artigos relacionados

Últimas

Agricultores com “profunda perplexidade” por Universidade de Coimbra eliminar carne de vaca das cantinas

O reitor da Universidade de Coimbra (UC) anunciou hoje que vai eliminar o consumo de carne de vaca nas cantinas universitárias a partir de janeiro de 2020, […]

Últimas

Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação visita Hortafina e Hortorres

Decorre amanhã, 3 de Outubro, uma visita oficial do secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, a empresas da região Oeste. […]

Nacional

Incêndios: GNR revela que oito distritos ficam com vagas de guardas florestais por ocupar

Em causa está o concurso de admissão de 200 guardas florestais da GNR, em que foram recebidas 2.844 candidaturas recebidas, das quais 2.353 foram consideradas válidas a concurso, […]