Governo aprova prémio bianual de 50 mil euros para incentivar boas práticas florestais

Governo aprova prémio bianual de 50 mil euros para incentivar boas práticas florestais

O Governo aprovou hoje a criação do “Prémio Nacional das Florestas”, de 50 mil euros, para premiar a divulgação do conhecimento científico na área florestal, incentivando boas práticas de gestão e a consciência cívica sobre o valor da floresta.

Segundo o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, o prémio, no valor de 50 mil euros, será atribuído de dois em dois anos e terá “um júri plural, muito focado na ciência e na divulgação”.

João Matos Fernandes falava no final do Conselho de Ministros (CM) dedicado às florestas, que foi presidido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a convite do primeiro-ministro, António Costa, e que decorreu em Monsanto, em Lisboa.

De acordo com o comunicado do CM, “este prémio visa a dinamização e divulgação do conhecimento produzido na área da floresta, das técnicas e boas práticas de gestão florestal e da boa informação”.

São também objetivos do prémio promover “a resiliência dos territórios e a valorização sustentável dos seus ativos”, além de mobilizar a sociedade, desenvolver processos colaborativos e reforçar a consciência cívica sobre o valor dos territórios florestais.

Comente este artigo
Anterior Governo reforça proteção civil no âmbito da reforma do setor florestal
Próximo Governo avança com arrendamento forçado de terras e licenciatura em proteção civil

Artigos relacionados

Últimas

Incêndios: Arrendamento forçado vai ser aprovado “em breve” para “situações muito concretas” – Governo

O regime jurídico de arrendamento forçado vai ser “agendado em breve” para aprovação no Conselho de Ministros, […]

Últimas

La estabilidad se mantiene en el mercado del vacuno


Las cotizaciones de las canales de vacuno siguen con pocos cambios. El cierre de la restauración en varias comunidades está complicando las salidas de determinadas piezas, […]

Nacional

Incêndios: Costa apela aos portugueses para não baixarem a guarda

O primeiro-ministro, António Costa, apelou hoje aos portugueses para que não baixem a guarda em relação à prevenção dos riscos de fogos rurais, que se juntam ao contexto de pandemia de covid-19. […]