Governo apoia parques para receção e armazenamento de madeira queimada

Governo apoia parques para receção e armazenamento de madeira queimada

Foram hoje formalmente constituídos, em Mangualde, 26 Parques de Receção e Armazenamento de Madeira afetada pelos incêndios. A cerimónia, presidida pelo Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, teve lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mangualde.

A assinatura dos termos de aceitação para a criação dos parques surge na sequência das candidaturas apresentadas pelo município de Vila de Rei e por um consórcio de 25 empresas, liderado pela Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal – AIMMP.

Situados essencialmente no norte e centro do país, estes parques vão rececionar cerca de um milhão de toneladas de madeira queimada, entre madeira de serração e madeira de trituração.

O parqueamento da madeira envolve um apoio de cerca de 4 milhões de euros do Fundo Florestal Permanente, no âmbito de um conjunto de medidas anunciadas anteriormente pelo Governo e resulta de um processo negocial em que foram envolvidos os municípios, a produção, a indústria e os prestadores de serviços florestais.

Recorde-se que o Governo decidiu atribuir um apoio aos produtores florestais um subsídio de 4 euros por tonelada de madeira e de 3 euros por tonelada de madeira aos parqueadores de madeira de serração para os parques secos e de 3,5 euros por tonelada para os parques regados. Para a madeira de trituração o apoio aos parqueadores é de 1,5 euros por tonelada de madeira parqueada. A concessão deste apoio pressupõe, no entanto, a verificação de um preço mínimo de aquisição da madeira (em pé no povoamento) aos produtores de 25 euros por tonelada para a madeira de serração, e de 10 euros por tonelada para a madeira de trituração.

Para além destes apoios, o Governo disponibilizou também duas linhas de crédito, num valor global de 8 milhões de euros, destinadas a apoiar o armazenamento e a comercialização da madeira.

 

Comente este artigo
Anterior Governo cria novo agrupamento de equipas de sapadores florestais para defender mata do bussaco
Próximo Encontro dos Lesados MAAVIM - Relatório

Artigos relacionados

Portugal

Centromarca saúda passo importante rumo a uma cadeia alimentar mais justa

[Fonte: Centromarca – Associação Portuguesa de Empresas de Produto de Marca]
A Centromarca – Associação Portuguesa de Empresas de Produto de Marca saúda o voto da maioria dos deputados do Parlamento Europeu a favor da promoção de uma cadeia de abastecimento alimentar mais justa ao proibir o uso de práticas comerciais desleais. […]

Comunicados

Área de milho aumenta em Portugal e reverte tendência das últimas três campanhas agrícolas

Numa altura em que o sector dos cereais atravessa uma das suas crises mais sérias, fruto dos baixos preços pagos à produção, […]

Comunicados

SAPEC PRO, o guia interativo que promove a utilização informada e segura de soluções fitossanitárias

A Sapec Agro informa que a sua APP móvel, Sapec Pro, se encontra atualizada. Esta ferramenta foi lançada pela empresa com o principal objetivo de promover uma utilização informada e segura dos produtos fitofarmacêuticos que desenvolve. […]