Gestão do eucalipto: “Estamos a caminhar no pior sentido”

Gestão do eucalipto: “Estamos a caminhar no pior sentido”

A área é vasta, mas pouco produtiva. O preço “pouco apetecível” é uma das razões apontadas por João Soares, ex-secretário de Estado das Florestas, entre 2003 e 2004, para a falta de investimento.

O Ministério da Agricultura divulga nesta sexta-feira os dados preliminares relativos ao Inventário Florestal Nacional de 2015. Os números mostram que o eucalipto continua a ganhar terreno às espécies autóctones que, no passado, ocupavam mais área de floresta. “Temos cada vez menos produção e cada vez mais área [de eucalipto]. E isso não beneficia ninguém. Nem os produtores, nem a indústria, nem o país”, diz João Soares, especialista em floresta que já esteve à frente da Secretaria de Estado das Florestas e da Portucel (a actual The Navigator Company).

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Público.

Anterior Há dois anos, 10% da floresta ardeu. Só 35 mil hectares foram rearborizados
Próximo Mercadona chega a Portugal. Porque estão as outras lojas com medo?

Artigos relacionados

Nacional

Dia de Campo – InovMilho 2017 – 26 de Setembro 2017 – Coruche

Anpromis apresenta o vídeo do Dia de Campo que  promoveu, passado dia 26 de Setembro, no âmbito do InovMilho 2017.

Durante esta iniciativa, […]

Últimas

Ministra da Agricultura afirma que “é errado dizer que o olival é um sorvedouro de água” e acrescenta que “as culturas de sequeiro não existem devido ás alterações climáticas” (c/som)

O olival intensivo continua a ser uma das culturas que mais controvérsia gera, se por um lado as produções de azeite aumentam exponencialmente […]

Comunicados

Publicação CULTIVAR – GPP disponibiliza Base de Dados de pesquisa

O GPP informa que passa a disponibilizar uma Base de Dados, de pesquisa de conteúdos, das edições da publicação CULTIVAR – […]