França. Vários milhares de hectares de plantações devastados por incêndios

Vários incêndios devastaram milhares de hectares de plantações e vegetação em regiões francesas na quinta-feira, devido ao efeito combinado de ondas de calor e secas, anunciaram esta sexta-feira autoridades locais e bombeiros.

Este é particularmente o caso da Normandia (noroeste), muito conhecida pelos seus campos verdes, e em outras regiões, como em Lorraine, no nordeste da França.

“Esta é uma situação sem precedentes no departamento de Loiret (centro-norte)”, disse à agência de notícias AFP o secretário-geral adjunto da administração da Região Centro – Vale do Loire e Loiret.

Ludovic Pierrat acrescentou: “Tinhamos previsto incêndios, mas não com esta magnitude”.

Cerca das 20h de quinta-feira (7h em Lisboa), cerca de 500 hectares de plantações e 100 hectares de floresta ficaram queimados, por fogos que chegaram a ter dois quilómetros, segundo a autarquia.

Quatro casas também foram queimadas, sem vítimas, e 250 bombeiros foram mobilizados.

Os incêndios também eclodiram no Eure-et-Loir (centro-oeste), onde 1.170 hectares de campos foram afetados e 269 bombeiros mobilizados, segundo a administração local.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Expresso .

Anterior IACA apoia pequenos produtores com entregas diárias de ração para animais
Próximo GNR de Caldas da Rainha identificou ninho de Vespa Velutina

Artigos relacionados

Sugeridas

Mais uma vez o Governo discrimina os sistemas da Agricultura Familiar com decisão sobre os apoios Agroambientais do PDR2020

O Ministério da Agricultura decidiu, finalmente, como vão ser os apoios agroambientais no próximo ano. […]

Eventos

Pragas e Doenças & Podas em Montado – num contexto de alterações climáticas – 7 de novembro – Mora

Ação de formação teórica e prática de pragas e doenças, e de podas no montado – Enquadramento na ZIF da Ribeira de Têra […]

Nacional

Especialista Xavier Viegas defende fixação de pessoas nas zonas florestais remotas

O professor universitário Domingos Xavier Viegas defendeu hoje, na Lousã, a fixação de pessoas nas zonas florestais remotas, para que o interior possa enfrentar as alterações climáticas e minimizar os riscos de incêndio. […]