Fito-Entrevista a José Miguel Mulet no âmbito do Fórum Smart Farm 2019

Fito-Entrevista a José Miguel Mulet no âmbito do Fórum Smart Farm 2019

[Fonte: Anipla - fitoentrevista]

1. Quais os maiores desafios em combater mitos e “notícias falsas” numa época tão disponível à (des)informação?

Em geral, combater todos os mitos que referem que a alimentação não é segura ou até que os alimentos nos estão a envenenar. No entanto, nós nunca tivemos a segurança alimentar que temos agora.

2. No seu livro “Qué es comer sano?” desmonta 101 mitos sobre alimentação. Partilhe pelo menos três (3) ligados à produção de alimentos e a verdade científica sobre os mesmos.

  • Estamos a comer pesticidas. A realidade é que os controlos são rigorosos e nada chega aos nossos pratos. As quantidades são ridículas.
  • Antigamente comíamos melhor do que agora. Antigamente não havia a variedade e a qualidade que temos agora, idealizamos o passado, mas as nossas avós gostariam de ter ido a um supermercado e ter encontrado tudo o que existe hoje em dia.
  • Que somos o que comemos. Esta frase foi revestida de um significado místico que nunca teve. Efetivamente refere-se ao facto de que comer é a primeira necessidade básica do ser humano, mas a comida não muda o nosso caráter, pelo contrário, a comida é uma mais uma expressão cultural.

3. Existe nos consumidores a ideia de que os alimentos produzidos em modo biológico são mais nutritivos e seguros do que os alimentos produzidos em produção integrada. Estamos a falar de mito ou verdade?

É um mito. Quando alguém compra um produto biológico está a pagar somente por um selo que garante o tipo de inputs que foram usados nessa cultura. O regulamento que regula a produção biológica não fala de qualidade ou saúde. Baseia-se apenas na autorização de produtos de origem natural, mas também não refere se estes produtos são mais eficazes ou menos poluentes.

4. O que prevê para o futuro da agricultura?

Será melhor, mais ambientalmente amigável, mais produtiva e mais segura, graças à tecnologia.

5. O que podemos esperar de si enquanto orador no Fórum Smart Farm?

Esperemos que as pessoas tenham mais confiança na comida que chega às nossas mesas e que possam acabar com alguns mitos.

Comente este artigo

O artigo Fito-Entrevista a José Miguel Mulet no âmbito do Fórum Smart Farm 2019 foi publicado originalmente em Anipla - fitoentrevista

Anterior PDR2020: Operação 4.0.2 - Investimentos em Produtos Florestais Não Identificados como Agrícolas
Próximo Trânsito interditado na serra de Sintra até domingo devido ao risco de incêndio

Artigos relacionados

Últimas

Figueiró dos Vinhos defende pacto de regime para uma nova visão da floresta

Figueiró dos Vinhos, Leiria, 29 jun (Lusa) – A Assembleia Municipal de Figueiró dos Vinhos aprovou uma moção na segunda-feira, por unanimidade, que defende “um pacto de regime com medidas que consolidem uma nova visão estratégica para a floresta portuguesa”.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_4 span,#wpdevar_comment_4 iframe{width:100% !important;} […]

Nacional

Cidadãos europeus querem salvar as abelhas

[Fonte: Voz do Campo]

A Comissão Europeia decidiu registar uma iniciativa de cidadania europeia intitulada “Salvemos as abelhas! Proteção da biodiversidade e melhoria dos habitats dos insetos na Europa”. Os organizadores solicitam que a Comissão “adote legislação para manter e melhorar os habitats dos insetos indicadores de preservação do ambiente”. […]

Nacional

Pedrógão: há mais prevenção, mas o risco continua

[Fonte: Expresso]

Entre 2016 e 2019, o Estado investiu mais €212 milhões de euros no sistema de gestão integrada de fogos florestais e equilibrou o peso do investimento na prevenção — pesava 20% e agora ocupa 46% e o combate 54%, […]