Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital e Verbos dos Arguinas nomeados para as “7 Maravilhas da Cultura Popular”

Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital e Verbos dos Arguinas nomeados para as “7 Maravilhas da Cultura Popular”

A Festa do Queijo Serra da Estrela e “Os Verbos dos Arguinas ”estão nomeados para as “7 Maravilhas da Cultura Popular”, nas categorias de “Festas e Feiras” e “Rituais e Costumes”, respetivamente.

Estas nomeações, surgem na sequência da validação das duas candidaturas recentemente apresentadas pelo Município de Oliveira do Hospital às 7 Maravilhas da Cultura Popular, que em 2020 pretende “promover o património cultural, elevando a nossa cultura popular a um patamar de causa pública”.

Fruto do nosso desenvolvimento social e cultural, Oliveira do Hospital afirma-se hoje pelos seus valores únicos e pela dimensão da sua multiculturalidade, onde a expressão e força da sua autenticidade se encontra em cada um de nós, em cada aldeia, vila ou cidade.

É a manutenção e a afirmação inequívoca desta genuinidade, com manifestações em múltiplas categorias culturais, que o município de Oliveira do Hospital pretende homenagear ao apresentar estas duas candidaturas às 7 Maravilhas da Cultura Popular.

A Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital –considerada como a maior feira do queijo de Portugal – é um certame com várias décadas, que tem como objetivo principal promover o Queijo Serra da Estrela e outros produtos endógenos da região.

Constituindo-se como um evento com grande capacidade de atração turística e que se diferencia pela sua grandeza, mas especialmente pela sua autenticidade, a Festa do Queijo Serra da Estrela é uma das grandes alavancas da economia local, estimando-se que  tenha um impacto económico de sensivelmente 2,5 milhões de euros e um retorno mediático superior a 40 milhões de euros, de acordo com um estudo de monitorização realizado pela Cision às edições de 2016 e 2017.

Sublinhe-se que  a Festa do Queijo Serra da Estrela, que este ano estava agendada para os dias 14 e 15 de março, foi cancelada pela entidade organizadora – a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital – como medida de prevenção face à pandemia da Covid-19.

Por iniciativa da CIM Região de Coimbra, em parceria com a dott.pt e a Esfera CTT, este cancelamento veio ar lugar àquela que foi considerada como a primeira feira digital do país  – a Feira do Queijo DOP, que foi inaugurada, dia 15 de abril, pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, e pelo Presidente da Câmara de Oliveira do Hospital,

Já “Os Verbos dos Arguinas”, com a sua história de séculos, ocupam um lugar muito especial na cultura oliveirense, sendo motivo de orgulho e indo para além das comunidades onde foi criado.

Muito havia para dizer da pitoresca linguagem – usada pelos arguinas –, enquanto expressão do poder criador e expressivo da cultura do povo, do espírito corporativo-social, gregário e da solidariedade duma classe laboral escalonada em mestres-de-obras, pedreiros, aprendizes ou serventes, chamados morrões dos arguinas em sua gíria.

O município tem vindo a preocupar-se em revitalizar esta herança linguística, através de iniciativas para a sua promoção e divulgação, no sentido de a dar a conhecer e ensinar aos mais jovens.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Despacho n.º 4698-F/2020 prolonga suspensão das atividades formativas presenciais
Próximo Covid-19. Pandemia atingiu em força setor de produção de framboesas

Artigos relacionados

Nacional

Incêndios: Ministro diz que estão limpos 70% dos 31 mil terrenos sinalizados

Já estão resolvidas 70% das mais de 31.500 situações de incumprimentos de limpeza de terrenos, no âmbito da prevenção dos incêndios florestais, […]

Últimas

Trabalhadores da apanha da Cereja do Fundão com máscaras reutilizáveis e solidárias

Os produtores de Cereja do Fundão vão receber quatro mil máscaras para distribuir pelos trabalhadores, de modo a garantir uma “colheita […]

Últimas

CAP preocupada com a execução do PDR 2020

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) defendeu esta segunda-feira (7 de janeiro) que a execução do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020 está […]